domingo, 5 de outubro de 2008

Na base da chantagem


Não sei se é certo ou errado, mas é uma técnica que aprendemos desde pequenos a nos submeter e exercitar. Não julgo quem aplica, nem quem se submete, até porque cada um tem seus motivos. A chantagem aparece nos nossos primeiros momentos de aprendizado, tipo, quando você consegue pôr a criança pra usar o bendito do penico, ela ganha um prêmio, um brinquedo. Se não chorar com a injeção, um doce. Se passar de ano, uma caixa de lápis de cor. Tá, até aí você pode me dizer que não são chantagens... são inocentes presentinhos pra incentivar a criança, ou reforços, como preferem os comportamentais. Concordo.
Posteriormente viramos adolescentes, e aí essas mordomias acabam. Algumas pessoas desenvolvem sofisticadas técnicas de extorsão; outras, permanecem acorrentadas à expectativa de receberem uma recompensa sempre que fazem algo, esperando o reconhecimento alheio. Seria muito hipócrita dizer “eu não faço”. Todo mundo faz. São sutis chantagens, negociações silenciosas ou contidas nas entrelinhas.
Claro, como citado no parágrafo anterior, tem gente que usa isso de uma forma super sofisticada, usa e abusa. Mas quem não chantageia? (um pouquinho que seja) Desde fazer bico pro namorado acatar a alguma sugestão sua, até aquela típica cena entre amigas: “se você continuar com ele, juro que nunca mais quero ouvir você reclamar das coisas que ele faz. Não ouço mesmo.” - conhecem uma dessas? Tem as chantagens de cunho dramático, que quase sempre buscam a atenção do outro: hipocondrias diversas, qualquer dorzinha de cabeça maximizada em uma enxaqueca infernal, torcicolos ganham cara de atrofia muscular, tudo, tudo muito Televisa. Chantageamos até a nós mesmas; ao perdermos peso, um presentinho; se fizemos cagada, uma pequena punição... e assim caminhamos.
Pode parecer errado dar um nome tão negativo a essas atitudes – chantagem - mas fazemos, e fazemos tão saudavelmente quanto patologicamente às vezes. Não dá pra viver de chantagens, esperando recompensas ou tentando obtê-las de todas as formas possíveis; isso amarga a vida. Mas viver se isentando dessas pequenas barganhas, não tem como.
Por isso, vou me dar uma bela sessão de cinema de presente assim que as provas acabarem. Ah, eu mereço.

8 comentários:

Marie Curie disse...

Aaaah, Anninha, pode me chamar que eu vou no cinema com você! Ou eu nunca mais falo com vc, hohohoho!
Enton, chantagem é fogo mesmo, não tem como , ou vc está submetido ou submetendo alguém. Eu sou assim, principalmente com meus pais (será pq eles foram os meus primeiros chantageadores?), me submetendo a algumas chantagens... e é claro que uma chantagenzinha com o namorado é válido e até divertido (amor, pega não sei o que pra mim, e eu te dou um beijo...).
Bem, o importante é exatamente isso, saber a medida! Bjos flor!
Ps: estamos fazendo uma corrente rosa choque pra vc ir bem nessas provas. Se não der certo, dá o nome dos seus professores e nós praticamos uma chantagenzinha com eles, mmhuahuahau! Vão parar na boca do sapo!

Jhennifer Cavassola disse...

Acho que quando os pais fazem chantegens é que piora tudo. Já vi pais dizendo: - só vai ganhar o video game se tiver boas notas. Pow qual a importancia dos estudos na vida dessa criança? Nenhuma, pois ela só vai estudar pra ganhar o video game. Só vai ganhar doce se vc se portar bem diante da sua avó. Que educação é essa? Educação a base da chantagem não dá.
Fazer saudavelmente, sem agredir ninguém, acho que não tem problema.

Como sempre suas postagen são ótimas! beijos

Mary West disse...

Não gosto de chantagem, mas atire a primeira pedra quem nunca fez algum tipo da mesma.

Mariana Valente disse...

Ai eu confesso, de vez em quando eu faço umas chantagenzinhas vai... tadinha da minha irmã, sofria na minha mão... mas às vezes é uma coisa tão imperceptível que quando percebemos já foi, e ainda virou algo costumeiro...

aiii eu queria ir no cinema com vc, mas to vendo q eu vou ter q fazer os meus passeios sozinha! ainda bem que tem a Marie pra te fazer companhia por mim
to mandando muitas energias positivas pra vc arrasar nas suas provas... mas tenho certeza que vai, acha, você é foda em todos os sentidos!!!

beijoconas xuxu

Andreas Ribeiro disse...

Bem engraçado essas relações de chantagem...

Moderado.. não mata ngm, creio eu...

mas... bemmmmm moderado =P


Beijoss
Andy

Renata - Mulheres Separadas disse...

Ótimo texto, realmente tudo na vida é na base da chantagem.

canseidexuxu disse...

Anna! Saudades menina! Brigada pelo comentário muito querido lá!!! :)

Certíssimo esse texto! Manipular não deixa de ser um tipo de falsidade aplicada para fins próprios. É tirar a liberdade do próximo...

Concordo plenamente contigo!

Merece! :)

Beijos!
Xu

Anna Oh! disse...

Feedback II

MARIE: Owwwwwwnnn, fico feliz por poder contar com vc pra chantagear os outros! Huahauahauahauaahau
É aprendido e deve ser bem usado ;)

JHENNIFER: Obrigada! Tb questiono essas chantages na educação, mas tem hrs qq, veja bem, é o único jeito de conseguir algo do rebento. Eu entendo mães q chantageiam pq tem cada criança teimosa por aí. Qdo se torna habitual aí o bicho pega.

MARY WEST: pois bem, todo mundo faz.

MARIANA: Chantagear irmão, o mais novo é o q há!!! Hahahahahha, a prática do terror começa em casa.

ANDREAS: vc foi o caçula chantageado, tá na cara! Hauahuaahauahau

RENATA: infelizmente sim, às vezes é necessária, ás vezes usada de forma abusiva.

CANSEI DE XUXU: chantagem é uma coisa meio egoísta sim, mas q tdo mundo faz. =)


Bjitus