sexta-feira, 18 de julho de 2008

Presentes e cartas de ex


Eu sempre guardei, não digo que seja saudosismo nem nada do tipo, mas é simplesmente pra guardar; ou pra reler bilhetes de uma época totalmente diferente, em que eu estava com pessoas totalmente diferentes do que as que se tornaram quando tudo acabou. Eu guardo bilhetes, cada um deles expressou que fui amada, gostada, até desagradavelmente idolatrada por alguns caras... eu releio pra me lembrar.
“Quando penso no futuro, não me esqueço do passado”, e eu não nego o meu. Cada carta recebida, cada envelope com pétalas de flor, cada bichinho de pelúcia zarolho foi muito bem guardado. Aquilo, mesmo não tendo o melhor desfecho, é um pouco da minha história, é um pouco de mim.... e não há pessoa sem história.
Às vezes faço escavações arqueológicas e relembro tudo, pra saber quais pontos foram bons, quais não foram. Alguns caras não deixaram um bilhete sequer e fizeram um estrago imenso; outros, deixaram cartas e mais cartas, e digo que se dependesse de mim, jamais teia acabado. Mas é minha história, e cada fragmento é um pouco do que eu sinto agora, é um pouco da minha visão do amor e da vida.
Jamais quis devolver presentes ou bilhetes; aquilo é o simbólico do momento em que me foram dados, e aquele momento foi bom.
Acho que coragem não é socar tudo numa caixa e nunca mais olhar pra ela, mas remexer periodicamente em todo o passado arquivado em busca de respostas para o presente e o futuro.Afinal, sou dona da minha história.

8 comentários:

Larissa disse...

faço isso também.. tenho tudo que meus ex's deram.. sei lá é uma forma de lembrar do que aconteceu, de manter algo eterno dentro da gente, é muito bom.. é uma sensação de missão cumprida...

Andreas Ribeiro disse...

Ahhhhhh

Devolver presentes e essas coisas é ridículo!
tenho síndrome de esquilo e também guardo tudooo! são minhas lembranças, e por mais que doa hoje, representam algo que já foi bom!

Beijos anna

Pam Nóbrega disse...

adorei o blog...
já adicionei na lista dos meus favoritos!!!

bjoks
pamella

*Dulce Herrera* disse...

Anna... eu costumo guardar essas coisas mas enquanto gosto do cara!
Vc não imagina a infinidade de coisas q eu guardava do meu ex!!
Guardava papeis de bala, saquinhos de salgadinho, fios de cabelo q ficavam pela minha cama (ele era cabeludo), guardava até chiclete mastigado!!
A minha mãe sempre tirava sarro de mim, pq uma vez ele veio em casa comendo arrozinho (sabe aquele doce em formato de arrozinho cor-de-rosa?). E ele derrubou um grão do arrozinho, e eu guardei aquilo por mais de um ano!!
ahsuhsuashaushaushausha

Era meu teseuro!!

Cintya Nogueira disse...

mandei semana passada todos os bichinhos e presentes para uma igreja (as crianças da instituição serão mais felizes do que eu com eles), as alianças de ouro pra serem vendidas e fotos e cartas para o lixo...realmente o amor pode ter sido lindo, mas em nada me lembram isso e sim, apenas me faziam lembrar da pessoa horrível que o ex se tornou...cada um lida de uma forma, é interessante, né?

Cintya Nogueira disse...

mandei semana passada todos os bichinhos e presentes para uma igreja (as crianças da instituição serão mais felizes do que eu com eles), as alianças de ouro pra serem vendidas e fotos e cartas para o lixo...realmente o amor pode ter sido lindo, mas em nada me lembram isso e sim, apenas me faziam lembrar da pessoa horrível que o ex se tornou...cada um lida de uma forma, é interessante, né?

Michelle disse...

Adorei o blog, já está nos meus favoritos...

Quanto ao guardar ou não os presentes de ex, não tenho muito apego a isso...geralmente guardo aqueles que não têm como se desfazer (almofadas, ursinhos, algumas cartas). Mas penso que está na minha lembrança e é isso que importa, até pq acabou!!! Gosto de lembrar do que passou apenas como aprendizado e experiência, mas quero viver mesmo é o futuro reservado a mim...

damaris disse...

Eu guaardoo tuudo, pq é sempre bom lembrar de bons momentos da minha história ;)
Procuro pensar nas partes boas, e nao nos péssimos desfechos.

beeijos ;*