terça-feira, 29 de julho de 2008

Manifesto da amizade abandonada

Inicio aqui um movimento que vale a pena! Chega de amigas órfãs por aí! Quantas de nós foram abandonadas pelos cantos sem saber que caminhão nos atropelou, mais perdido que cachorro em dia de mudança!
Calma, vou dar uma explicação pela revolta. Quando eu terminei um namoro longo, a primeira coisa que fiz foi retornar as antigas amizades, relembrar de como eu era. E por que isso foi necessário? Simples! Como várias mulheres por aí, me esqueci em meu namoro. O “nós” substituiu o “eu”. “Nós” não gostamos de balada. “Nós” gostamos de ficar em casa. Espere aí! Eu gosto de balada! Eu odeio passar o fim de semana sozinha em casa! Muito menos se for longe das minhas amigas. Com elas eu posso dar em cima dos caras só por diversão, posso sair de madrugada para ajudar qualquer uma delas, posso encher a cara sem ter um terceiro pai me cobrando por que isso aconteceu!
Ficamos tão presas em ser a namorada perfeita para o bonitão que nos esquecemos de nós mesmas. E quem mais próximo de nós do que nossos amigos! Então, é só o bonito falar que “as suas amigas não são boas companhias” e nos afastamos, deixando, quando muito, a amiga com a explicação de que “eu mudei, estou em outra fase” ou que tal o manjado “Nooossa, menina, estou tão ocupada! Mas eu te ligo, ta?”.
E essa é só metade da revolta, que é a que sentimos quando o namoro já era.
Imagina quando estamos na posição de amiga órfã? De repente somo péssimas companhias, afinal, vamos levar as meninas comprometidas para o mau caminho, apresentaremos o primeiro na esquina, e, pasmem, podemos dar em cima do namorado dela!!! Já ouvi casos em que amizades foram destruídas por ciúmes e birras de namorados. Há certo consenso de que meninas solteiras, muito mais aquelas que não têm um rolo fixo, não são tão maduras quanto as que estão em um relacionamento “sério”.
Então esse é o meu movimento! ABAIXO ÀS AMIGAS ÓRFÃS! SIM À AMIZADE! Quantos casos de amizades duraram mais que um namoro? Ou um casamento?! Bem, deixo aqui minha revolta, e insisto! Esse é um movimento que vale à pena!

8 comentários:

Bem Resolvida disse...

é um bom movimento. O trsite é ver que muita gente abandona os verdadeiros amigos por qualquer namorico que nem se sabe se vai pra frente. Pior ainda quando a amizade acaba porque alguém que se dizia sua amiga deu em cmia do seu namorado....em certas horas a gente tem a certeza de quem é amigo de verdade e de quem é aquele(a) amigo(a) de balada, de diversão e pronto.
Quando ao abandono, sou completamente contra. Assim como acho que o cara tem que ter o espaço dele, poder estar com os amigos dele (sem a namorada), acho que ela tbm tem que ter seu espaço e manter as amizades, encontrar as amigas.
Eu tinha um namorado que a gente se via sempre aos sábados e domingos, as sextas eram pra gente estar com nossos amigos. E quando rolava alguma ocasião fora da sexta a gente conversava e pronto. Fazer tudo grudado tbm é um saco, é bom sair junto, mas tbm é bom sair sem. Grude enjoa. Liberdade (com confiança) é o segredo. ;)

Anna Oh! disse...

Pois é, eu já abandonei e me arrependo mto disso, e já vivi o papel da amiga órfã... hj eu tô cagando pra isso, sinceramente. Amiga q é amiga não faz umas papagaiadas dessas.
Mas vale o alerta: não tomar o relacionamento como única razão da sua vida; vc é mto mais q isso.
Acho q se apegar cegamente em uma coisa é atitude de gente bem insegura ;)

Andreas Ribeiro disse...

esse assunto é complicado...
Quem estiver namorando, estará menos acessível que antes, FATO!
Agora tornar-se totalmente inacessível é praticamente uma escolha, existem casais que se "colam" e ai é um problema... e tem os casos que não tem nem tanto grude, mas a pessoa tem medo da reação do "cônjuge" e acaba se afastando das amizades, mesmo que não seja algo cobrado pelo seu parceiro.
Sou à favor de um relacionamento sincero em que hajam espaços para ambos, sem extrapolar, mas sem ficarem totalmente presos, ambos tem que ceder e ambos tem que compreender o outro.
E as que ficaram orfãs, não podem crucificar também... como vimos aqui, todos já fizeram os 2 lados, não?

Beijosss, excelente tema Marie

Marie Curie disse...

Sim, isso é o que dói mais- saber que você já fez isso. Mas não é motivo para prender-se nesse círcl, mas sim de aprender e fazer cada vez melhor!

Como sempre, obrigada pelos comentários! Vcs acabam sempre levantando pontos interessantes que me fazem ter vontade de continuar a discussão!

Lays disse...

Apoiado!
ABAIXO ÀS AMIGAS ÓRFÃS! SIM À AMIZADE!

XD

LA_MALIGNA disse...

Adorei esse manifesto! KKKKKKKKKKKKK... É, eh importante manter a amizade, dedicar um tempo às amigas. Elas ajudam a manter nossos olhos abertos e não sair acreditando em todos os "NÓS não gostamos" que muitos usam para fingir que são um casal perfeito.

Beijos!

star.girl disse...

adoreeei o post!
concordo com vc!
e axo q amores vão, mas os amigos são pra sempre né?!
adorei o blog
e vou indicar pra umas amigas que precisam ler isto!!

parabéns!!

Mabia Barros disse...

verdade. preciso indicar pra uma amiga.

O namorado dela é beeeeeeeeeeeem possessivo. Ele é ótimo pra ela, ele é legal, não encana muito dela sair sozinha... Só que ele quer que o tmepo livre da namorada seja só dele.

Ela tinha horários meio sinistros no trabalho e uma folga por semana só. E não batia muito com o horário dele então eu até entendo que ele sentisse saudades dela. Mas eu moro em outra cidade, só ía ficar lá por duas semanas e ele encasquetou que o dia tinha q ser dele tb e que a gente já tinha ficado muito tempo juntas!!! Melhorou qdo eu disse pra ele ir com a gente no shopis, comer uma pizza e conversar.
Não sou do tipo baladeira e sou totalmente contra traição, então depois que ele conheceu o pessoal ficou mais tranquilo. Mas ainda é meio chato ouvir as reclamações dele, ou ver ela dizer: "ih! sexta num dá q é dia do fulaninho!!" será que num sobram umas duas horinhas pra nós amigas? ele precisa de todas as 16?[sempre separando 8 horas de sono, claro! ;) ]