segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Diga me o que vestes...


... e eu lhe direi quem és. A sobrinha do Andreas Ribeiro fez aniversário esse sábado, mas a festa mesmo foi domingo. Não importa o que a gente falava pra menina, ela dizia que tinha três anos, mesmo dizendo que o aniversário dela era sábado. No dia da festa, todos os preparativos rolando e ela nada, ainda com três anos. Bolo de festa, presentes, bexigas em forma de cachorrinho e nada. Até a hora que ela aparece com roupa nova, toda bonitinha, gritando na sala: AGORA TENHO QUATRO ANOOOOOS!!!!

Quase morri de orgulho. Era um projeto de mulherzinha! Ela provou que a roupa faz a mulher desde a mais tenra idade. Mulher sabe que roupa é o primeiro passo para definir a personalidade da gente. Quer ser uma nova mulher: comprar roupas novas e novas combinações definitivamente faz parte do processo. Analisar o armário de uma pessoa pode ser revelador ao observar o processo de construção dela (uia, falei bonito, to parecendo até parte da parte psicolouca do Divã!)

Pois analise o armário de uma mulher tipo... eu. A presença de roupas bregas dada pela mãe significa apego pela família e medo da repressão dela unido ao desapontamento por você não usar o colete jeans com flor bordada. Já a calça que um dia serviu serve para lembrar de como o passado era bom e você servia na calça, era jovem e cheia de planos. A calça significa esperança de um dia retornar os antigos planos e diminuir nos cookies. A blusa liiinda mas socada no fundo do armário indica que ela foi dada por um antigo rolo, que agora está sofrendo uma desintoxicação, para você encontrar a roupa depois com uma cara de “Ooh, que blusa bonita, nem lembro quem me deu” e usar sem remorsos.

Já os tipos de organização que já passaram foram: organizar por limpas e sujas, com alta flexibilidade nesses conceitos (minha vida em tempos de tcc), jogadas pelo chão (TPM braba/emo), separada por função, como decotadas para arrasar, roupas de ir pra batizado de sobrinha (visão utilitarista da vida), separar entre roupas novas e velhas (fissura pelas roupas novas e lindas que arrombaram seu orçamento), separação por modelo (a mais comum, vida equilibrada e sem maiores emoções), separação por modelo, cor e índice de utilização de cada roupa (necessidade de controle, tédio, compulsão e outras fobias).

Enfim, acredito que os armários são bizarros, podem esconder esqueletos e terríveis blusas dadas por madrinhas. E são a melhor forma de fuçar na vida das pessoas e desenvolver teorias engraçadas para passar o tempo! E você, qual a sua teoria?

Beijos da Marie!

12 comentários:

Desabafando disse...

kkkkkkkk...adorei a teoria. Tb acho que o armário diz muito sobre uma pessoa. No meu vc só não vai encontrar blusas horríveis dadas por madrinhas...rsrsrs...pq eu troco tudo.

Andreas Ribeiro disse...

Falamos da festa e nom falamos do arco de balões, das bexigas-cachorrinhos e dos quitutes??? rsss

huauhauha muito engraçada essa mudança pela roupa, mas é claro, agora a festa dela é das Princesas e não mais do Backyardigans, portanto ela ta muiiiito mais velha (1 ano) uhehueuhe...

Eu deixo minhas roupas organizadas da seguinte forma: "Anárquica" !!!

Men way of life xD

Beijos Marie,

Andy

Raquel El-Bachá disse...

Oi Marie. As roupas traduzem um pouco da nossa personalidade e do momento mesmo. Tem uma amiga que sempre me diz que me tornei outra pessoa depois que fiquei solteira só pelas roupas que uso. Uso roupas mais coloridas e mais acessórios do que antes. Roupas novas, vida nova!
Beijos.

Rosa Canela disse...

Olá ...realmente a festa deve ter sido linda ..mais quanto ao tema do post, os armários são um mundo a parte e o meu como diz o Andreas ....é organizado de forma "Anárquica" !!!...rsrs

Bem como é a bagunça da minha vida!

Beijos

Rosa Canela

Marie Curie disse...

Pois é, o Andreas deixa as roupas seguirem seu curso natural, se a sua mãe ficou dobrando elas por anos a fio e elas ainda não aprenderam a se dobrar e se colocarem no lugar, culpa delas, hauhauha! No momento meu armário passou por uma erpaginação total: escondi todas as roupas de frio! hauhauhauh!
E ainda preciso me livrar do colete jeans de flor bordada... =P

Renata Bittes disse...

hasuhsauhsauhasu
adorei!

Lathife Cordeiro {..aquela} disse...

Roupas, perfumes... já escrevi sobre isso, e sem dúvida são um reflexo certeiro da personalidade de cada uma.

Parabéns pra menininha :)

bjs :*

anne. disse...

adorei a teoria [2] e sim, acho que o que a pessoa veste, é um reflexo da sua personalidade... (:

xoxo

ps: dá uma passadinha lá no meu blog... (:

Kety disse...

HAUAHAUAHAU TEM UM LIVRO QUE FALA SOBRE ISSO- O QUANTO A ROUPA NOS MOSTRA A PERSONALIDADE DAS PESSOAS - "A RAINHA DA FOFOCA" - É OTIMO!


NUSS REALMENTE PERCEBO O QUÃO ECENTRICA SOU - MESMO SÓ USANDO PRETO, SEPARO MINHAS ROUPAS POR COR ( AS PESSOAS ME DÃO ROUPAS, ROSA POR EXEMPLO, E AINDA DIZEM - COMPREI PQ AXEI Q ERA A SUA CARA oO, QDO DA PA REUTILIZAR AS TINJO... SENÃO FIKAM NO GUARDA ROUPA ATÉ ME IRRITAR!) , TIPO (DECOTADA PA ARRASAR, CALÇA COLADA, CALÇA POUCO COLADA, CALÇA MUITO COLADA ^^), NOVAS E VELHAS oO - E AINDA SIM EH UMA BAGUNÇA!

BJUSS
SAUDADS
DOS POSTS!

Giane disse...

Meu armário segue o padão Andréas também, todo organizado de forma Anárquica!!
Rs, Adoro o blog, e amei essa matéria,
Bjos

Giane

Democrática disse...

Olá Marie

È realmente o guarda-roupas pode dizer muito sobre alguém pois a primeira impressão é a que fica!

Me identifiquei com a menina...parabéns pra ela(tanto pelo estilo quanto pelo aniversário).Me fez lembrar quando eu era criança(não ligava princesas de contos de fadas tipo Cinderela e Branca de neve...minha heroína era a Barbie rsrsrsrsrsrsrs)

Quanto ao meu armário jamais deixo acumular peças bregas dadas por madrinhas...se eu não gosto não uso e me desfaço delas sem dó nem piedade...Minha mãe áté que tem bom gosto e talento para se vestir, por isso os atritos são menores!

Um abraço

Vanessa

Democrática disse...

Olá Marie

Realmente o quarda-roupas diz muito sobre alguém, pois a primeira impressão é a que fica.

Parabéns para a menina(tanto pelo estilo quanto pelo aniversário).Me identifiquei com ela pois me fez lembrar a minha infância(não ligava para pricesas de contos de fadas tipo Cinderela e Branca de neve...minha heroína era a Barbie rsrsrsrsrsrsrsrsrsrs)


Quanto ao meu guarda roupas jamais deixo acumular peças bregas dadas por madrinhas ou roupas velhas...ne não gosto, me desfaço delas sem dó nem piedade!!!!Minha mãe ate que tem mais bom gosto e talento para se vestir, por isso os atritos são menores!!!

Um beijo

Vanessa