segunda-feira, 23 de novembro de 2009

LEITURAS: Crepúsculo - Stephenie Meye

Bom, queridas leitoras, estou aqui com mais uma missão da literatura, dessa vez compartilhar um pouco desse livro, que desperta amores e ódios nos corações alheios. Inspirado na recém estréia do filme Lua Nova nos cinemas, venho aqui falar um pouco da obra de Stephenie Meyer.

Vamos partir do princípio: do que se trata o livro?
De um amor “adolescente” que transcende a normalidade por se tratar de uma jovem comum, pacata e insossa norte americana com um ícone da beldade e da fodeza (hahahaha foi mal, não achei adjetivo melhor) que só é tudo isso porque é um vampiro com eterna cara de guri.

Porque esse sucesso?
Acredito eu que se deva a 2 fatores, o primeiro é que essa temática lobos e vampiros ainda são muito atrativos e desperta o interesse de muitos, somado a isso o fato dela não terem feito eles iguais aos tradicionais, existem muitas diferenças dos vampiros tradicionais que fariam os fãs de Blade e Buffy vibrarem nas suas camas....haha. E o segundo é exatamente essa temática “adolescente comum”, ela atinge uma grande parte da população de qualquer país, principalmente a feminina, já que o papel identificatório é a protagonista menina/mulher.

Porque tanto amor?
A chave está na identificação, os adolescentes (principalmente) precisam se firmar num grupo, precisa ter um referencial para se apoiar, e existem vários por ae, bandas, filmes, livros etc, e o “fenômeno Crepúsculo” é o mais atual para essa identificação.
E não estou dizendo que só pode gostar quem for adolescente nem nada assim, até porque eu também li o livro, mas existe um movimento mais “apaixonado” pela obra, seria desses casos.

Porque tanto ódio?
Acho que bastaria dizer que ele sempre vem junto com o amor, né? Masss, me estenderei pra explicar melhor, e acho que é bem simples, uma pessoa vê um monte de gente se acotovelando, berrando e esbaldando com um livro que quem tomar contato pode achar muito comum e talvez até “fraco”, por tanto toda essa onda sobre o livro acaba gerando raiva e repulsa do livro (talvez raiva e repulsa do post do Andreas também)...

Quanto a história em si, ou o livro em si, eu não acho que seja uma sumidade da literatura ou o cúmulo de técnica de escrita e de criatividade na história. Mas também não acho, como os líderes do movimento anticrepúsculo, que ele seja mal escrito ou ruim (mas também depende muito dos referenciais e gostos do povo), mas enfim, acho que sim é uma história legal que dê pra ler sem morrer de amores ou mal-dizer todos os fãs da série.

O livro:

Bella Swan (sempre esqueço o nome dela) é uma jovem de 17 anos que muda sem muita vontade para a casa do pai, no norte dos Estados Unidos, em uma cidadezinha pequena e friorenta.
E então a questão gira em torno dela se adaptar àquele lugar, com costumes de cidade do interior que todos se conhecem e ela sendo tímida e tals.
Ae tem as questões de pessoas se interessando por ela, menina nova na cidade e tals, até entrar na jogada o Edward Cullen, que anda sempre em turma com os seus “irmãos” e são os esquisitos da escola.
Edward começa a agir estranho perto dela, e eles acabam se aproximando, até rolar um interesse mútuo e tchanam... Ela sacar por várias dicas dadas por vários personagens que ele é um vampiro! (não to fazendo Spoiler, porque todo mundo sabe isso, né?)
E ae o conflito sem dá nesse tema: como alguém “normal” poderia ficar com um vampiro e vice-versa.
E a trama se complica quando outros vampiros surgem e ela descobre que alguns vampiros podem ser apaixonados por caçar um humano.
Existem outros personagens na trama, vários da escola, a família Cullen toda, o pai dela e os índios da reserva de La Push, principalmente o Jacob Black, que nessa história tem um papel mais secundário, mas que na continuação vai ser muito importante na história.

Trechos do Livro:

“Eu nunca pensei muito sobre como eu iria morrer - achei que eu tinha motivos suficientes
nos últimos meses - mas mesmo que eu não tivesse, eu não iria imaginar assim.”
Bella

“Os Cullen não gostam de ninguém... bem, eles não prestam atenção suficiente em ninguém pra gostar deles.”
Jéssica

“Você realmente devia ficar longe de mim”
Edward para Bella

“Eu ouço vozes na minha cabeça e você preocupada que você é a aberração.”
Edward

“Sobre três coisas eu tinha certeza absoluta. Primeira - Edward era um vampiro.
Segunda - havia uma parte dele - e eu não sabia o quão poderosa ela poderia ser que tinha sede do meu sangue.
E terceira, eu estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele.”
Bella

“A pele dele, a despeito de uma leve ruborescência pela caçada de ontem, estava literalmente brilhando, como se milhões de pequenos diamantes estivessem cravados em sua superfície.”
Bella


Bom, espero que todos gostem do post, e que nem fãs e nem anti-fãs se incomodem com ele.

Para quem quiser, eu tenho a versão e-book do livro Crepúsculo e quem estava pensando em fazer um download, pode mandar um email pra divarosachoque@gmail.com que nós podemos enviá-lo à vocês.

PS. Se tem algo que eu acho que a autora errou, foi em não ter dado um nome para a saga, que ficou conhecida como a “saga crepúsculo”, mas seria muito melhor da parte dela dar um nome qualquer, tipo “Uma nova vida”, “Isabella Swan”, “Vampiros e Lobinhos”, “Adolescentes e vampiros” qualquer um.. e colocar o nome dos livros como “sub-nomes” tipo Senhor dos Anéis, Harry Potter, Brumas de Avalon ou qualquer outra sequência.

11 comentários:

Mabia Barros disse...

Acho que concordo sobre ela ter sido burrinha sem dar nome pra saga, mas nem creio que ela tenha pensado em forma de saga qdo escreveu.

E concordo que nós (não acho que eu seja anti-crepúsculo, só acho o livro ruim) temos outros parâmetros de livros pra reparar. Não acho que gosto influencie tanto em dizer que é mal escrito. Isso se percebe em qquer tipo de obra. A história tinha potencial, mas ela é ruim de descrição e de narração, na verdade. O que funciona é o diálogo (normalmente bem escritos e é o que carrega o livro). Eu gosto bastante de romances e esse é um que me apraz. Mas é mal escrito. E o que incomoda é dizerem que ela - a autora - tem algo que os clássicos tinham! Onde que ela é páreo pra Jane Austen e Emily Bronte?? É nesse ponto que somos anti!

Se assumissem que o livro, como tal, é ruim, e que os personagens têm problemas sérios de possessividade e são muito intempestivos, erráticos e imprudentes. levaria o fenômeno com mais gosto...

Escrevi no meu blog sobre o livro primeiro e sobre lua nova, que vi ontem. Esse n tive coragem de ler. Deve ser chato pra caramba!

Dama de Cinzas disse...

Histórias que tenham vampiros sempre me atraem, por isso vejo todas as séries e vejo todos os filmes, mas não sei se leria um livro a respeito...rs

Acho que essa coisa da juventude eterna do vampiro é o que me fascina...

Beijocas

Sarah disse...

eu tinha preconceito, mas após ver o filme e ler o primeiro... viciei!
beijos

Aline Kamaroff. disse...

Tenho uma atração por histórias de vampiros...
Li os 4 livros, assisti os filmes e adorei.
Não esquento muito com essas coisas de que as pessoas amam ou odeiam...

Quem gosta desse enredo, compra o livro e le, quem não gosta , não compra... Simples.


beijos... Adoro vocês!

Eu amo um cara chamado Flavio disse...

Último post: Briga pelo msn....será que eu peguei pesado?

Estela M. disse...

Eu sempre gostei de vampiros e cheguei a Crepúsculo, por isso. Comprei com preconceito, pois ele já era famosinho. Li e me apaixonei, sou fã mesmo! Acho que Stephenie escreve bem sim, melhor que muitos livros que já li de autores aclamados. Inclusive, em comparação com O Morro dos Ventos Uivantes, de Bronte, acho que Crepúsculo me passou uma gama de emoções muito maior que ele. Acho que é questão de gosto sim... Tem gente que acha Paulo Coelho um péssimo autor, mas ele tá lá na ABL.

Sereníssi*mah* disse...

Finalmente o post prometido! Acho que nunca na minha vida aguardei tanto um post!
huahuahuahua
Pois bem, vamos ao comentário:
Muito bom! Gostei porque foi imparcial, críticas são boas assim: mostram aspectos discutíveis da obra sem enaltecê-los ou subjulgá-los. Diria que foi uma boa análise no fenômeno. E que FÊNOMENO! Bom, como o post não é meu, então posso sim expressar minha opinião: Crepúsculo é uma história envolvente e cativante justamente por conta de ser um deses referenciais identificatórios dos quais os adolescentes tanto precisam, e não só os adolescentes, né?! (Tenho quase 20 anos e sou totalmente FANÁTICA!!!) E que bom que, ao contrário de muita cultura da violência por aí (veja Blade!) eesta obra cultua o amor. É legal quando um autor usa de seu talento para fornecer às pessoas boas vivências. Na minha opinião Stephenie Meyer está merecidamente milionária!
= P
huahuahuahuauhahua

Bom, acho que é só, por enquanto... (quando nos deparamos com obras que tomam proporções mundiais, sempre resta "algo mais" a discutir!) num próximo post (se é que haverá um acerca da série) eu gostaria de contribuir! Vocês aceitam "biquinhos" (enxeridos) no blog?

huahuahuahuaahuhua

**beijoooos meu querido Andy e beijos à todos! (saudades de vocês!)

.... disse...

Também me apaixonei pela história, essa coisa de vampiro instiga a gente, ainda mais nesse caso em que os vampiros são bonzinhos e lindos...
E a história é apaixonante mesmo...Ainda não li o livro, mas vi o primeiro filme e logo vou ver o segundo da saga!

Dani Antunes disse...

Se Crepúsculo e afins fossem menos "High School Musical" eu seria uma pessoa mais feliz.
Assisti Crepúsculo, assisti Lua Nova e vou assistir o resto pra saber como continua.
Só por isso.
Pq ambos são uma merda.

#prontofalei

Mimi disse...

Gostei do teu blog,eh mara! O nosso eh iniciante,mas segue +- a mesma linha...espero contato =)
beijão!!!

www.quaseresolvidas.blogspot.com

Thais Reis disse...

eu lembro quando estreiou o primeiro filme...nem sabia q tinha haver com algum livro.Fui ver pq minha irmã Ñ parava de falar,até me rendi e fui assisti com a minha prima.E cara...curti pra caramba,li os três primeiros livros em um mês e li amanhecer pelo pc.
Acho q o q mais gosto são as personagens mesmo...a personalidade de cada um é cativante.
Mesmo eu sendo loca e apaixonada pela saga,ñ sou louca o bastante pra dizer q o primeiro filme foi perfeito...pelo contrário,deixou muito a desejar no quesito efeitos especiais.Agora o segundo sim,esse foi realmente bom.
E quanto aos livros eu acho que meyer escreve sim muito bem...a leitura ñ ficou hora alguma cansativa nem massante...e pra mim o melhor de todos é Eclipse,o terceiro,mesmo eu achando q a compreenção de Edward chega a ser algo meio absurdo,em eclipse(spoiler de eclipse)
quando bella pede um beijo de Jacob,em um momento de indecisão e desespero,e Edward q estava vendo e escutando tudo,volta depois cheio de abraços e sorrisos dizendo q não se importava ,só qria q ela fosse feliz,e q ela podia ter a parte dele q ela quisesse e tals...bem desculpe Stephenie Meyer,mas não resisti em solta um:Corno manso!
Mas mesmo assim ainda adoro esse vampirinho romantico com dendências suicidas...hehehe

Bjos

P.S vc ainda ñ leu eclipse não é?desculpe se estraguei qualquer coisa...