domingo, 5 de julho de 2009

Maratona "Deitando no Divã" 4

Baseados nas maratonas televisivas nas quais você passa 4 horas assistindo o mesmo desenho ou seriado (para a felicidade de uns, infelicidade de outros, e pela falta de criatividade da emissora), nosso honrado blog resolveu lançar uma maratona do Deitando no Divã!
Recebemos muitos casos nos últimos tempos e, para que mocinhas não arranquem os próprios cabelos, não roam unhas nem decapitem namorados, ex, peguetes e afins, está aberta a temporada de casos e mais casos!

Caso 5: “Namorei durante quase 2 anos....o namoro terminou há 4 meses (Graças ao Bom Deus). Eu era a "popzinha" da turma, naquela época isso era o máximo, e ele era o cara tímido... Até que um dia, do nada, eu resolvi e APOSTEI com as minhas amigas que conseguiria pegar ele....
Depois de muita insistência ,tipo 1 mês de muita conversa mole...a gente finalmente ficou. Enfim, beijei... e no outro dia ele não me encarava....e assim se seguiu durante mais um mês...até que finalmente ficamos de novo...e ai começava um grande problema que eu jamais imaginaria.... Conforme eu ia o conhecendo, percebia que ele era diferente dos outros garotos que eu já tinha ficado.
Ele odiava futebol..(até ai normal)...porém...adorava fazer DOBRADURAS,PINTURAS,ESCULTURAS....e qualquer coisa bem gay que me envergonhasse bastante na frente das pessoas que eu conhecia...tirando suas dezenas de "AMIGAS"...e suas combinações de roupas, seu jeito educadinho....Eu me tornei...a piada da turma!
E nisso já se tava 8 meses de namoro, sem nenhum contato físico....eu que já entendida da coisa, já subia pelas paredes...e ele nada!Mostrava seu "voluminho" nas nossa pegadas mais "fortinhas", porem nada além disso... Até que um dia não agüentei....abri aquele zíper (com muita luta...) e thán,thán,thán....Sim,era pequeno! Mas na minha real situação,já tava ótimo....mas não passamos de caricias e de ele confessar que eu era a segunda mina que ele beijava e a primeira que o tocava intimamente....Queria rolar e babar no chão de desespero!Nem preciso falar que ele nem sabia por a mão em mim né....
Passa 1 anos e pouco...ainda continuávamos na mesma...ele aprendeu a me tocar e a me fazer chegar lá....num era aquela coisa absurda..mas acalmava momentaneamente a minha abstinência...de um ano e pouco!
Nesse meio tempo...o relacionamento só na base do amor e sem sexo...já tava estremecido....e a gente já andava se estranhando....Mas os pegas começaram a esquentar, até que ele me vira e solta outra bomba..."Amor,eu não gosto que você faça sexo oral em mim!? Sei lá...acho estranho..não gosto.."...rsrsrrs.. Fiquei de queixo caído,não era normal que um cara não gostasse disso..Mesmo assim acreditava no futuro a dois...
Passaram-se mais uns meses..e chegou um dia que finalmente ia rolar..a gente já tinha conversado, já tava tudo no esquema... Eu agradecendo que ia alguma coisa entrar em mim..depois de dois anos...me sentia uma virgem novamente....tava até nervosa!
Cheguei na cara dele...pedi pra ele colocar um "filminho" bacana pra esquentar...assistimos por dois minutos..começaram os amassos e tal....ele pos a camisinha..ia colocar..já tava delirando e........ele BROXOU...é! Na cara do gol....vocês conseguem imaginar a minha cara!Fiquei visivelmente puta....e ele pra piorar tudo..começou a chorar!Como uma boa namorada,o consolei, coloquei a minha roupa e fui embora.
1 mês depois..o namoro acabou...e minha vida sexual voltou ao normal....Mas a impressão que eu namorei um cara com fortes tendências homossexuais por quase 2 anos ainda paira sobre a minha cabeça....
Será mesmo que namorei um cara gay?
E detalhe....eu ainda gosto dele até hoje!”
(Por Anna O. e Andreas Ribeiro)

Olha, se ele for gay ou não, acho que isso não muda em nada o que aconteceu entre vocês. Talvez você queira muuuuito se desapegar dele, deixar de gostar e tals, e use o rótulo de "gay" pra tentar desencanar mais rápido. Um cara ser mais sensível, fazer dobraduras não significa que ele seja gay. Talvez você estranhe porque ele não é do estilo da turma que você anda, e a gente tende a querer classificar o diferente pra decifrá-lo.
Se vocês viveram tuuuuuudo isso juntos, porque não perguntar? O que ele sente, se tem alguma coisa ainda???
E também seria legal você se perguntar se vale a pena tentar novamente.
To gay or not to gay, that's the question!!!! hahaha Brincadeira à parte, você acha que isso mudaria muita coisa pra você?? você se sentiria melhor ou pior que ele fosse?? Eu acho bem possível que ele tenha dúvidas quanto à sexualidade, já que, como você disse, ele não tinha muita experiencia no assunto... Depois de 2 anos de "expectativa" acho que é altamente justificável essa broxada, já que tinha muita pressão sobre o menino (os 2 meninos)... mas ele não mostrar interesse e não ficar com "sangue nos olhos" querendo também é o que causa estranhamento... Se você gosta dele ainda, concordo com a Anna, pode tentar falar com ele numa boa.... Ele era carinhoso? um bom namorado pra ti? as vezes isso conta mais do que qualquer coisa... ele pode ser uma pessoa não muito "chegado na coisa" mas o que não quer dizer exatamente gay, só sem muita libido desperta...

PS. Pra quem quiser participar dessa coluna e contribuir para o Divã, e nós do Divã tentarmos ajudar você também, envie seu caso/história/dúvida/angústia para nós no e-mail http://www.blogger.com/divarosachoque@gmail.com e nós analisaremos e postaremos assim que possível!! sempre sem identificação e sem expor alguém, mais detalhes veja mais sobre nossa coluna DEITANDO NO DIVÃ.

16 comentários:

Gaaah disse...

geeeeeente...ficou demais!
rsrsrsrsrs....

Gaaah disse...

geeeeeente...ficou demais!
rsrsrsrsrs....

Mabia Barros disse...

Então... eu tou com a Anna. Não acho que o cara ser sensível, gostar do que quer que seja, fazer poesias e tudo o mais o classifique como gay. Eu me prendo a outra aprte do relato. Ela mesmo disse que ele tinha o pênis pequeno. Quantos fantasmas esse mocinho n deve guardar por causa disso? A pressão de fazer a menina mais popular do colégio feliz, namorada ou não, de dar conta do recado, sendo que ele nem tinha mto contato com garotas, contatos íntimos at all. já pensou se não é a primeira pessoa que o viu nu? que ele teve que agradar? a cena dele dizendo que n gosta de sexo oral deve ser estranho pra ele, tb pelo tamanho do membro. conjeturando, claro, mas me fez pensar...

Gaaah disse...

cALMAAAA...

Num er assim "mais popular"..apenas era socialvel e tinha amigos!
Coisa que ele nunca teve...

rsrsrsrs...

Cris Amaral disse...

Eu discordo. O fato de ele ter o pênis pequeno não quer dizer que ele se sinta mal com sexo oral, afinal de contas, se o tamanho incomodava alguém era ela, não ele.
O prazer vem independente do tamanho. Mas eu ainda acho que alguma coisa ele tinha, porque eles não ficaram dois dias, nem duas semanas..foram DOIS ANOS! Com certeza, ela foi a primeira pessoa que o viu nu além da mamãe, afinal, ele só tinha beijado UMA menina antes dela! Sempre tem uma menina compreensível para um menino afeiminado. E o fato dele ter um pênis pequeno ou não ter nenhuma experiência sexual não devia ter feito tanta diferença, porque se eles já namoravam há tanto tempo, havia cumplicidade entre os dois. Às vezes ele não é gay ou hetero, às vezes ele simplesmente não se define..e se apaixona pela pessoa, não pelo sexo. Já ouvi histórias assim...

Telma Maciel disse...

Hmmm... a última parte lembrou meu último caso... camisinha = broxante. Enfim! O caso é que o menino pode ser só tímido, virgem e ter medo da pressão. Esse "gosto dele" pode ter dois lados: 1- ela GOSTA MESMO ou 2 - ela ACHA que gosta. De qquer forma, seria bom tentar de novo pra não ficar 'faltando alguma coisa' na sua vida. Pq qndo as coisas são mal resolvidas e fica essa coisa faltando, é foda!

Se o "se" não tivesse ficado só no "se" disse...

"Ele era carinhoso? um bom namorado pra ti? as vezes isso conta mais do que qualquer coisa... ele pode ser uma pessoa não muito "chegado na coisa" mas o que não quer dizer exatamente gay, só sem muita libido desperta..." Sinceramente, gostaria de um post sobre isso, pq estou tb cansada de homens assim, n chegados na coisa, eu gosto é de pegada forte do urso polar no cio, háháhá.

Patricia disse...

isso aqui está o máximo, divertidissimo!
concordo com o que os conselheiros falaram e acho que a boa agora é superar isso. se ele for gay que seja feliz e a guria vai arrumar um novo amor.

nossa, homem que não gosta de sexo oral é muuuito suspeito mesmo.

besitos*

Gaaah disse...

È exatamente isso que eu estou fazendo partindo pra outra!

Concordo que vivemos lindos moemntos juntos,afinal foram dois anos..mas todos esse "por ques" a entender foi demais pra mim!

Acabou e ponto.
Se ele era gay,se não gostava de sexo..isso não importa mais.Não acrescenta mais nada pra mim!

To adorando isso aqui!
rsrsrsrsrsrsrs

beeeeeeeeijos!

Desabafando disse...

Olha, eu concordo plenamente com o seguinte: "Olha, se ele for gay ou não, acho que isso não muda em nada o que aconteceu entre vocês. Talvez você queira muuuuito se desapegar dele, deixar de gostar e tals, e use o rótulo de "gay" pra tentar desencanar mais rápido." Tem que tomar cuidado, talvez ele não seja gay, mas tenha ficado assustado pela inexperiência!

Sarah disse...

gente, q 'homem' estranho ne? huahua desculpa rir, mas eu ri!
e olha, acho sim q ele pode ser gay, eu nao colocaria a mao no forno, homem q nao gosta d oral? e sem sexo e tal? em 2 anos? sei la, só se ele tiver algum problema, alguma deformidade, um trauma, bloqueio, é caso de analista, manda se consultar rs
beijos

Raquel El-Bachá disse...

Oi Anna e Andreas. Eu achava estranho ter essa impressão de um ex, mas vi que não sou a única. Fatores que me levam a ter essa impressão:vaidade exacerbada, principalmente no final do namoro(peelings, depilações, botox até onde sei);sexo burocrático; falta de iniciativa(parecia que eu era o homem da relação).
Se sexo é vida(parafraseando a propaganda de uma clínica para homens que "não dão no couro", só voltei a viver meses após o fim desse relacionamento.
Beijos.

Andréa Ribeiro disse...

Quanto ao fato do cara ser ou não gay... nada a ver pessoas, estamos aki para sermos felizes independentemente de nossa escolha sexual. A questão relevante é o tesão dela q é grande e o dele nem tanto, este fato faz toda diferença no relacionamento deles, por isso não acredito q possa ser uma relação duradoura. Os dois anos foram mais que suficientes para ambos insistirem em conhecer um ao outro.

Babi disse...

Menina vou te dizer que vc merece um troféu!!! Dois anos esperando o mocinho, nunca tinha ouvido falar nisso, normalmente é a mulher q é mais encanada e o cara q fica esperando..... Nem vou dizer q esse argumento de "inexperiência" não cola, talvez colasse nos primeiros seis meses, mas depois de dois anos o q ele mais teve foi experiência e oportunidade!!

Eu acho q só encarava uma situação dessas se eu tivesse muito apaixonada msm... talvez fosse o seu caso, né? Se eu tivesse na sua pele tb ia estar me perguntando se o rapaz era gay... vcs nunca conversaram sobre isso? As vezes ele tem algum trauma, essas coisas nunca se sabe, pq realmente n é normal...
Qual era o prazer q vc proporcionava pra ele no fim das contas? Pq se vcs n transavam e ele n gostava de sexo oral, meu Deeeeus, como se dava a transação??

Nunca embebedou ele, pra ver se ele se soltava mais? heuehuehue

mig disse...

Até aos meus 17 anos,excetuando o sexo oral,eu podia estar no lugar desse cara.Sensibilidade artística leva as neandertálias a fazer julgamentos precipitados, e já se sabe,hômi qui é h^mi gosta de futebol e coça os culha eim público pra moistrá qué hômi.Tomara que seja apenas empatia a mais da minha parte,devido às minhas(más)experiências pessoais e esse cara seja mesmo gay.

Hefestos disse...

pensamento feminino:
"se o tamanho incomodava alguém era ela, não ele."

tamanho é documento mesmo para as mulheres