sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Síndrome de Estocolmo

Uopa, primeiro post subversivo! Acontece que a a führer (vulgo chefinha) aqui no meu trabalho impediu qualquer contato com o mundo exterior e qualquer coisa que me dá prazer, então nesse pacote foram-se embora o msn, o youtube, orkut, e, vejam vcs, o blog! Grrr! Mas eu sou uma menina moderna, esperta, 2.0! Mando os meu sposts pra dona Anna postar pra mim, hoho! E é nesse clima de repressão que escrevo esse post: sobre síndrome de estocolmo! Ok, bióloga se metendo no ramo da Anna e do Andreas, mas se não tenho o conhecimento teórico, tenho o de causa!

A dita cuja se deu pela primeira vez em um sequestro a banco em Estocolmo (!!!), onde as vítimas se afeiçoaram aos sequestradores, amplificando qualquer atitude gentil deles fazendo com que aquele momento de stress e violência absurdas fosse amenizado. Chegou ao extremo de as vítimas ficarem reticentes por meses depois do sequestro durante o julgamento. É defesa, gritaria a Anna! Bem, no meu caso, eu estou tão acostumada a levar gritos, patadas e olhares fulminantes da minha chefe que quando ela falou pra mim, com uma cara carrancuda que precisava ter "uma conversa muito sérioa comigo", pensei: F*deu! A casa caiu!

Ok, vcs pensariam, caaalma, logo logo ela fala e as coisas se resolvem, certo?! Não! Por que esse aviso eu recebi na terça, e ela ficou o resto da semana me lembrando da conversa muuito séria, sem sequer olhar na minha cara. Isso é tortura psicológica, ainda mais se vocês pensarem que eu tenho algum distúrbio de ansiedade (Histeria? Neurose? Andreas, me defina!) associado a capacidade de semrpe ver o pior das coisas. Bem, acontece que uma semana depois a bonita veio me falr o que era: um assunto bobo, e ainda falou com um sorriso na cara. Meu Deus, isso me deixou feliz! Quer dizer, feliz não. Juntou uma vontade louca de dar risos histéricos e babar, não sei direito, algo estava entrando em ebulição e a minha pouca saninade é que estava no meio. Putz, ganhei o dia! É nessa hora que me olho no espelho e penso: "Marie, vc não era assim... agora volta lá e entra escondido no msn!!!"

Essa minha atitude bundona-masoquista é comum em vários aspectos. Tem uma linha da antropologia que usa esse termo ligado às mulheres que continuam junto de homens violentos ou que as maltrata. Ou seja, parte da razão que elas não conseguem se libertar é que o psicológico (sempre ele) está pregando uma peça na cabeça da mulher. A síndrome se desencadeia como uma forma de auto preservação, se a pessoa se identificar e mostrar que concorda, que gosta do agressor, talvez ele se torne mais bonzinho, certo? É como se a última chance de sobreviver fosse a obediência. Como resolver? A resposta mais rápida pra mim é largar o trampo e virar hippie. Já estou aprendendo a fazer uns colares de miçanga por aí, só falta convencer as pessoas a usarem!

Quanto aos outros casos, acho que só pedindo ajuda. Por que obviamente, uma pessoa em determinado estágio de desequilíbrio está tão imersa nessa (i)lógica distorcida que precisa de ajuda externa para recobrar a razão.

Mas acho que vou manter a síndrome por mais um tempo. E fazer meu plano de carreira dar certo. Enquanto ela acha que está tudo bem, eu planejo a minha fantástica fuga, mesmo por que em todos os casos a vítima eventualmente tenta a fuga, não importa quanto tempo essa situação se instaure. E entro no msn pra papear com os colunistas do divã, hahaha!

7 comentários:

Delirios de mulher disse...

Meu chefe é um grande torturador!!
Eu já estou planejando uma fuga há um tempão!!
rsrsrs
Espero conseguir!
Bjs
Bom Final de Semana!!

vida cotidiana disse...

Veja bem, no meu trabalho, já bloquearam, msm, orkut, email externo e outras infinidades. O Blog não porque eles não imaginam que eu escrevo no trabalho, rsrsrsr, se descobrirem, com certeza vai se bloqueado. Agora chefe é tudo igual, acho que é condição para o cargo, ser grosso e chato, bjs e boa sorte.

Bem Resolvida disse...

aqui no escritório sou a pessoa mais solícita, que fica no pé do supervisor pedindo mais trabalho. Sim, eu gosto, detesto ficar parada, quero que me deem sempre mais responsabilidades. NUNCA outra pessoa chegou pra ele e pediu mais serviço. No entando fiquei com tempo livre umas semanas e usei uma espécie de msn pra internos daqui pra ficar conversando com Sexy Nerd, mas nunca atrasei meu serviço por isso. TODOS os outros tbm usam esse mesmo programa mas reclamaram de mim (uma colega que sentava do meu lado e ficava olhando o que faço no meu pc!!)e minha chefe tirou o meu direito de usa-lo. Eu sou a única aqui a pedir mais trabalho, a mais solícita e a única que não tem os mesmos direitos que os outros colegas. E no tarot minha carta é a da justiça. Sou justa, odeio injustiça....fico puta da vida!!
Toda semana falo sobre isso com meu supervisor e ele promete conversar com a chefe e isso já faz quase 2 meses....

meu rendimento caiu, minha vontade de ajudar diminuiu consideravelmente...e quando vejo alguém que ganha o mesmo que eu usando esse messenger fico vermelha de tanta raiva...

Bem Resolvida disse...

aí agora ficamos no gmail trocando 200 emaisl por dia...praticamente um gtalk!!!

Loira e Morena disse...

Marie...mto boa a maneira de burlar isso...mandando os post pra Anna postar!!..ahahah
Compartilho do mesmo disturbio de ansiedade que vc!!!!.....ja to no nivel de q nada da certo, e por ai vai..rs

Beijocas da Loira

Marie Curie disse...

Delírios de mulher: Então pegue sua colher e vamos cavar o túnel! hahaha!

Vida Cotidiana: Sabe, eu geralmente penso que pra um chefe ocupar a sua posição, não é por acaso. Ele tem que saber algo, ser bom em algo. Acontece que a minha é boa em puxar saco e oprimir a classe operária da qual eu faço parte!

Bem resolvida: Pois é, página do gmail aberta é bem mais sussa, dá pra fazer um "gtalk" fácil fácil!Eu também faço o tipo caxias,odeio ficar parada no trabalho, mas sempre tem um desocupado que fica olhando o meu pc... a minha neurose é tanta que quando eu vou ao banheiro, eu fecho tudo, só deixo planilhas abertas e td o mais. Bem, boa sorte aí, e se segura pra não rodar a baiana! Por que vontade dá, ah se dá!

Loira: Esse npivel de "nad vai dar certo" é duro... mas duro mesmo é quando ele evolui pro: "já que nada vai dar certo, vou ser a primeira a chutar o balde! Hahaha! Bjões linda!

Bjos da Marie

Andreas Ribeiro disse...

hehehe quer uma classificação Marie??

Momentaneamente, ficaria com a histeria... hehehe enfim... mas não é esse o caso.

Mas agora já sabe, se a sua chefe quiser falar com você, não precisa fazer uma tempestade em copo d'agua.. é esperar e ouvir aquilo que pode ser mais uma bobeirinha...


Bem Resolvida, eu acho uma puta burrice de quem bloqueia por bloquear, achando que assim garante a eficácia dos funcionários... precisa ser esperto pra saber dosar isso... e seu chefe parece q fez uma baita cagada... e todos saem perdendo.


beijos
Andy