terça-feira, 9 de setembro de 2008

Todo blogueiro apanhou na escola

Todo blogueiro apanhou na escola. Sábia frase. Se não apanhou, foi pelo menos vítima de bullying (é, eu me inteirei no tema depois do TCC da minha mãe). Eu já fui, você também deve ter sido. Meu irmão era o cabeção (hoje carinhosamente chamado de nave-mãe); eu era a Mônica... bom, eu ainda sou a Mônica (baixinha, gordinha, dentuça), mas com um design arrojado, digamos.
Você deve estar se perguntando onde quero chegar com esse post maluco. Eu também.
Sabe aqueles filmes no qual a menina super aloprada na escola vira princesa, fica importante, rica, bonita e popular? Tem uma série assim: “O Diário da Princesa” é um exemplo.
Em “De repente...30!” ela fica uma adulta poderosa. Em “O Diário de Bridget Jones” ela é disputada por dois homens maravilhosos. Ela, que se sentia mocréia.
Nós nos sentimos mocréias muitos dias do ano, e às vezes somos alimentadas pela fábula de que um dia viraremos princesas... adultas poderosas...ou mocréias desejáveis.
A esculhambação com você começa na infância, com as brincadeiras familiares em relação às suas peculiaridades físicas ou temperamentais; bom, com família chata até o nome é motivo pra tirar sarro da criança. Depois seu karma é a escola: toda turma tem seu bode expiatório e substitutos em diversos graus para o coitado; é nesse ponto que vão se formar boa parte das suas neuras adolescentes. Criança é cruel com criança, tira sarro de tudo: do dente torto, do cabelo armado, do aparelho, pé grande, pé pequeno, de uma pinta no rosto! Quando você é adolescente, não basta a turma te detonando, você desenvolve uma ferrenha auto-crítica, agravada pelas estranhas mutações corporais. Com o passar dos anos, ou você vive pra “disfarçar” tais defeitos, ou aprende a conviver com eles. Também tem a opção recorrer à tecnologia ou, sonhar em virar princesa.
A gente sonha de vez em quando (ou de vez em muito), mas sonha. Que, num virar de ponteiros nossa vida mudará e viveremos uma comédia-romântica. Quem não sonha?
Os filmes fazem com que sonhemos mais intensamente, mas desde pequenas, nos contos-de-fadas, essa ilusão da princesa é transmitida.
Então, quando é o momento de desabrochar? De deixar de ser mocréia? De ter a vida transformada?
Sorry, queridas, isso nunca vai acontecer. Ninguém vai te dar o título de princesa, ninguém que não seja você mesma. A cada dia, você tem a possibilidade de ser a garota que espera ou a garota que faz. Tem todo direito de ter bad days de mocréia e vivê-los intensamente. E todo poder de escolha para viver momentos encantados, para optar pelos próximos passos, seja em um salto 15 ou rasteirinha.
O importante é não esperar que as mudanças sejam externas, mas sim, que partam de suas atitudes e de uma nova forma de se posicionar frente ao mundo. Perceber-se, acima de qualquer rótulo ou preconceito; de qualquer estigma, marca física ou complexo... perceber-se como pessoa que se transforma, e que, se transformando, transforma muitas coisas ao seu redor.

Meme pro Andreas


Andreas recebeu pela primeira vez um Meme pra ser respondido... Ele foi indicado pela minha queridíssima Mari e é claro que lhe responderei.

Há 10 anos:

- Eu estava começando a deixar o cabelo crescer
- Eu estudava numa classe que eu ficava isolado de todos os outros
- Eu jogava RPG todos os finais de semana
- Eu vi o Brasil perder a final pra França na comemoração do meu aniversário
- Eu perdi o Monster of Rock porque era muito novo

Há 5 anos:

- Eu estava terminando o colegial e o técnico em mecatrônica
- Começava minha fase de mudança e de deixar de ser tímido
- Estava na minha segunda decepção amorosa/platônica/adolescente
- Estava lendo muito livros e foi a época mais “produtiva” nesse sentido
- Já escrevia poesia e tinha vergonha de mostrar pras pessoas

Há 2 anos:

- Comecei a faculdade de Psicologia
- Ampliei demais meu círculo de amigos e meu contato humano
- Já estava trabalhando há um tempo
- Tive meu primeiro carro
- Já ia pros bares da vida e já tinha tomado alguns porres

Há 1 ano:

- Eu comecei a namorar
- Eu perdi a virgindade =O
- Comecei a me dar mais valor e melhorar minha auto-estima de rato de esgoto
- Troquei de carro
- Vivi momentos intensos de felicidade e de angustia

Ontem:

- Foi segunda-feira, semanas não costumam começar bem.
- Consegui ser sincero sobre mim mesmo com alguém especial
- Fiquei mal e me senti culpado, triste e chorei.
- Tive mais notícias ruins de amigos e não soube o que fazer
- mas no fim, eu consegui dormir tranqüilo

Hoje:

- Está frio e chuvoso
- Estou pensativo e reflexivo
- Tenho coisas pra fazer no serviço e na faculdade, mas não tenho vontade
- Gostaria muito de poder abraçar uma pessoa
- Quero assistir Dr. House de noite.

Amanhã:

- Vou trabalhar/ estudar como todos os dias
- Preciso por crédito no meu celular =P
- Tenho que apresentar o trabalho que estou com preguiça de resumir hoje
- Quero escrever para aliviar minha cabeça
- Vou ver o jogo da seleção

É muita cretinice não indicar ninguém?? Não sou bom com isso... mas quem quiser pode roubar e fazer, é legal!!!

Beijos
Andy

35 comentários:

Camii* disse...

ameei*

brigada pela força lah no meu blog viu?!

e amor de melhores amigos eh uma deliiciia

Barbara Góes disse...

ai, q hard!!
eh meio cruel ouvir isso, mas é a pura verdade... ^^
Acho que há algum tempo atrás cansei de esperar q isso acontecesse como um conto de fadas! Comecei eu mesma a correr atras disso..
e acho que estou indo bem!!

^^

Marie Curie disse...

Uia, comentário da primeira parte:

Minha infância foi em companhia da BlackCat, então, poderia ser beeem pior sem a companhia dela! Baladinahs furadas, decepções amorodas, platonices, tudo foi permeado de bom humor e carinho dessa super amiga! É claro que sofríamos, mas olha só, cresci, mudei, surtei e hj tenho os melhores amigos que posso ter. Posso não ter virado princesa (culpo Hollywood e o capEtalismo por isso, hahaha), mas desabrochei sim. Tenho meus momentos de gata borralheira, mas tenho os momentos em que brilho com meus amigos, em que me sinto forte e delicada, muito mais por mudança de postura minha! Obrigada gente!

E à segunda parte: Andreas... adoooro memes, hahaha! Mas agora não vou responder o seu, pq senão vou é encher o blog de memes, hahaha! Mas quanto à hj, era eu quem vc queria abraçar?! Não?! ah tá.... hahahahahah! Brincadeira querido! Fico feliz em ver essa evolução em sua vida =D
Beijos e se cuida!

Black Cat disse...

Andreas, sim seu cretino, aniuahuiahuiha (ai que mal eu :) )

aaaaaaaaaaaaw, minha vida também não teria sido a mesma sem a Marie Curie. Vimos algumas maldades sendo feitas na escola sim, fomos e fizemos parte de algumas delas. Mas pudemos ver onde muito dali foi parar...

Penso que graças a muita cabeça fomos pro melhor lado, temos amigos ótimos e uma ótima experiência de vida.

Tenho orgulho de ter sido esculhambada (adoro essa palavra! hauihaua) como um mulequinho por muito tempo, porque assim curti minha infância apesar do bullying que isso gerava.

Mas muitas patricinhas perfeitinhas inhas "pop" do colégio estão na m*rda hj...

Eu sei que vou ter muitos momentos down e que vou amaldiçoar essa faze, me achar um patinho feio e tudo mais, mas são fases.

Eu também sei que terei muitos momentos como esse que me sentirei segura e fatal! haiuhauia

Então acho que eu tenho mais é que agradecer por ter passado por isso, se isso me ajudou a ter a cabeça de hoje.

Malaguetta disse...

adoreii ;D
voltarei mais veses ao divã ;D

Drunken Alina disse...

É verdade... eu era a burra da classe!!!

Mas todos nós acabamos ficando bem melhores que os pops de outrora, constatei isso na vida real!!!

Beijos!!!

Garotas de Vinte e Poucos disse...

eu sempre fui a gordinha da turma. meu apelido era batata fofa, pq além de gordinha era legal (claaaaaaaaro).
bjo
*lala*

Ana K. disse...

Bom, pra começar, quero dizer que vira e mexe eu dou uma passadinha, aliás, passadonaaa no seu blog e A-d-o-r-o!

Falando sobre o Post...
Oh, eu nunca apanhei na escola.
uahuahauhaauha³
Mas, sim, como todos já e sou alvo de piadinhas como: baixinha, pequena criança,e tals; e aquelas frases como "Nossa, não parece que você tem 17 anos, e sim uns 13" ;O
A gente acostuma, não é?
E mesmo não acreditando em contos de fada e finais felizes de filmes como 'De repente 30' e 'O diário da princesa'(que de quebra eu amo), la no fundo ainda sonhamos que algum dia realizaremos um grande sonho. Aliás, tudo depende de nós mesmos, mas sem exageros.
Tem até aquela música antiga da Xuxa, mas que o trecho eu nunca esqueço:
- Tudo pode ser, só basta acreditar...
Me perdoe se não é assim, mas é algo do tipo.
Ou seja, o seu texto está bem sincero e realista. Parabéns!
Kisses.

*•·• -=|KÅ®ÎÑÅ|=- •·•* disse...

Hummm q legallll ééé eu era a mais feinha entre o meu grupinho de amigas, bom, pelo menos é o q eu acho né, rs... [acho q é por isso q sou "traumatizada" sobre essa coisa de beleza e estética... kkkkkk]

Eu tbm n era um exemplo de aluna, era comportada, esforçada, notas normais/boas... [acho q é por isso q hj sou nerd... hahahahhaha]

Enfim...
Mto legal o meme do Andréas!!!

Andréas, sou sua fããã xD

teaguentanosalto disse...

acho super possível viver numa comédia romantica ... na verdade é como tu disse: só nós podemos fazer isso.. e para viver, tem que VIVER aahuahuahau viu como sei me explicar bem? hauahua
acho que a vida é linda, divertida, mas tem muitas babaquices.. essas babaquices é cortada dos filmes.. o que torna a vida muito melhor ;)
na minha opinião, toda vida daria um ótimo filme, mas tem que ter bons editores.. hahahauha
beijao, L.

Raquel El-Bachá disse...

Escrevi sobre isso no meu blog ontem. Eu era gordinha, baixinha, usava óculos e todo mundo me perturbava. depois emagreci, mudei de colégio e continuaram me perturbando pq eu era muito tímida. Mudei de comportamento e acho que de certa forma desabrochei.Hahahaha.
Adorei seu texto, Anna.
Beijos.

Andreas Ribeiro disse...

Como eu disse... há 10 anos eu ficava meio isolado na classe... era o bode expiatório na 6ª série...

Não que eu fosse super pop nos outros anos, com certeza não... mas aquele foi meio que o cúmulo =P

Kissess

Mariana Valente disse...

Comentando primeiro sobre o post... Durante todos os anos escolares, eu sempre fui a gordinha que era a legal e espertinha, então não era tãããão zoada... Mas quando acontecia eu ficava chateada, me sentia a pessoa mais feia e renegada do mundo! Tinha muitas crises em relação à auto-estima... Só não foi pior porque eu sempre fui a mais alta da sala.
Eu gosto desse tipo de filme (e choro em todos, claro, sou uma manteiga derretida) mas tenho claro em minha mente que é só ficção... Se acontecesse esse tipo de coisa na vida real, nossa... Ia resolver muitos e muitos problemas! Mas como não fico sonhando acordada e comecei a mostrar o que tenho de bom pra oferecer, a me impor na sociedade... Parafraseando o Zagallo: "Vocês vão ter que me engolir" hahahahahahahahahaha... E por enquanto, isso tem funcionado bem!

Agora, sobre o meme... Algumas considerações...
*Ainda bem que a vergonha de mostrar os seus poemas acabou \o/
*Rato de esgoto??? ¬¬³³³³³³³³³
*Ser sincero é sempre essencial, principalmente quando a pessoa é especial, sem medo da repercussão
*Aposto que não foi o único a ter ficado triste e a ter chorado
*O sentimento de querer abraçar também aposto que é recíproco
*Eu assisti House ontem huhuhu
*Espero realmente que coloque crédito no celular (cuidado com as grever por ai)

Beijos a todos
=)

Mary West disse...

Hahahahaah eu até hj naum sei brigar ó. E sim, quando criança apanhei na cara uma outra guria, mó vergonha viu? :D

dramagratuito disse...

acho que eu fui vítima e também pratiquei o bullying. tive a triste fase do patinho feio, saí do colégio por conta disso. voltei dois anos depois muuuito diferente e as mesmas pessoas que me judiavam de mim agora me achavam 'cool'. eu, como boa taurina que sou, esnobei meeeesmo. enfim, adorei o tal meme que ainda não entendi pq essa corrente se chama 'meme'. vou faze-la no post de hoje! :***
bjos, andy e anna!

Lari Bernardi disse...

Eu prefiro ser a vilã... ;]

auhauhauha

como eu sempre digo, é culpa dos contos de fada!!!

;*

Drêycka disse...

A gente sonha de vez em quando (ou de vez em muito), mas sonha. Que, num virar de ponteiros nossa vida mudará e viveremos uma comédia-romântica. Quem não sonha?

EU SONHO!
buaaaaaaa
eu sonho, admito@
kkkk

mas concordo c o q vc diz, precisamos dar a volta por cima e QUERER mudar.

bju

Mi disse...

Eu tinha váááááários apelidos... Perco a conta dos mesmos.

=*

(acho que vou fazer o meme)

Jana disse...

sabe meu unico complexo na adolescencia era meu cabelo crespo, e nem era tanto assim, hj eu gosto um tantão deles rs

beijos

Rosa Canela disse...

E quem não quer viver numa comédia romantica tenhu que admitir quemuitoooo tempo eu sonhei entrar numa dessas ...mais hoje optei por correr atrás ...não ficas esperando a fada madrinha que vai mudar tudo ...afinal a fada sou eu mesma.

Fofo o seu MEME Andreas... beijinhus


Rosa

Lisa disse...

A. Adorei esse post! A varinha de condão pra nos transformar em princesas tá na nossa mão e não na mãe de uma fada.....realidade! bj

jade disse...

Pois é uma grande verdade mesmo se vc mesma não se der o devido valor ninguém vai dar,para sermos poderosas temos q nos sentir assim,se não a vida passa e ficamos esperando os outros darem o reconhecimento q esperamos e isso não acontece,

legal seu blog,

Bjs.

Jade.

Sereníssi*mah* disse...

Olha só... que interessante!!!
Não sabia disso!
E faz sentido!

huahuahuahua

Este texto foi um tanto esclarecedor, agora posso entender melhor um montão dos meus amigos blogueiros!
Ótimo texto!!!

P.S.: Anna, valeu pela visita...
e gostaria mesmo que nos encontrássemos na facul! Isso é injusto, vocês sabem quem eu sou, mas eu não sei quem vocês são!
: (

huahuahua

**BeijãoO à todos!

.Shii ; disse...

já me conformei com a idéia da inexistência desse conto de fadas.
posso ser mocréia, mas tem gente que gosta de mim assim
SAHUSUHAUH

Endorfina disse...

interessantíssimo
só pra constar eu era a "gorda, baleia, saco de areia"
hahaha
bjos

Delirios de mulher disse...

Eu também já fui xingada na escola...
Mais acontece porque como vc disse"criança é malvada com criança".
Quandp fiquei adulta percebi que era besteira.
Também não espero o principe encantado.`
Bjs

Camila disse...

Adorei as respostas do Meme, há poucos dias eu o fiz.
Gostei do post inteiro!
Beijo

canseidexuxu disse...

Ah, infância cruel! Mas rendeu bons frutos. A gente aprende a não ficar esperando e correr atrás mesmo! O único problema é depender muito da opinião alheia... Nosso calcanhar de aquiles depois de apanhar na escola hahaha!

Beijos!
Xu

Jhennifer Cavassola disse...

kkk é verdade. E o pior que foi da minha prima e ela ainda era minha melhor amiga. Mas tudo bem, abafa o caso rss. Adorei a postagem.
Voltarei sempre aqui. Beijos e fica com Deus!

Anna Oh! disse...

Continuando a temporada de devolutivas...


CAMII: de nada, flor!

BÁRBARA GÓES: é meio duro, tanto q até custei um pouquinho pra elaborar o post. É difícil admitirmos essas coisas até pra nós mesmos. Mas como diz o mestre Yoda, a força está em vc!

MARIE: tb tive uma amiga q era bullinada (hahaha, q termo cretino) junto comigo. É bom perceber q, apesar das adversidades, desabrochamos.

BLACKCAT: então, as pops do colégio hj estão com 30 catarrentos hohohoho. É maldade, eu sei, mas é uma maldade gostosa.

MALAGUETTA: q bom q gostouuu! Volte sempre, guria! ;)

DRUNKEN ALINA: o convencimento tb limita mto essas pessoas. Os pops geralmente são os bonitinhos perfeitinhos. Eu virei uma Mônica nerd hehehehe. E ó, vários filósofos já ouviram na escola q eram burros, e nem por isso estagnaram a partir dessa concepção.

GAROTAS DE VINTE E POUCOS/LALA: é, e no fim das contas, por ser uma gordinha simpática, fiquei super amiga dos meninos e aprendi a andar de skate. Inclusive meu primeiro namorado foi o cara q mais me esculhambava - embora eu não me isente de ter esculhambado o garoto tb. Ironias do destino...

ANA K.: Obrigada! Aiai, sou uma blogueira feliz as 8h30 da manhã!
Tamanho é algo q tb serve pra encherem o saco. Se é alta demais, parece um traveco, se é baixinha, parece criança. Mas ó, depende mais do q absorvemos daquilo q o outro nos fala do q o q eles acham em si... depende do nosso filtro. Huahauahau, Xuxa motivando nossos dias!

KARINA: por isso eu digo, se o blogueiro ficou traumatizado, vai fazer psicologia! hauahauahau, zuera, zuera.

TE AGUENTA NO SALTO/L: pois bem, só nós podemos decidir em qual virada de ponteiros nossa vida dará uma virada tb... sem ficar esperando tanto as circunstâncias externas.

RAQUEL: li seu texto e adorei. É bem isso, ter visões diferentes do fenômeno nos dão mais conhecimento sobre ele. É superável e até tem lá seu lado bom na formação da nossa personalidade.

ANDREAS: e conhecendo o lado negro da força, ops, da vida em sala de aula, entende-se melhor os outros. Eu acho.

MARIANA: é importante isso, saber se colocar. Se te zoam por um lado, te respeitam por outro. O grande problema é qdo a auto-estima anda meia boca, aí abraçamos qualquer piadinha do outro como uma graaaande ofensa.

MARY WEST: eu tb já apanhei na cara! hauahauahauahau, vergonhoso, mas como tenho uma mamãe-ursa, ela foi lá e fez barraco pra mim. Pois é, ser barraqueira é de família.

DRAMAGRATUITO: ah, chega uma hora q vc adota a política do "olho por olho, dente por dente" e pratica bullying tb, claro! E é como defesa, mas uma defesa q ataca.

LARI: hauhauahaua, a culpa é dos contos de fadas meeesmo! Apesar de qse nunca ter sido vilã, certos ataques são bem válidos. Principalemnte pq sinalizam auto-preservação (ai, eu ando mto psicóloga).

DREYCKA: às vezes precisamos sonhar um pouco com isso, pra ter a visão d q as coisas podem sim mudar. Mas admitir q mtas dessas mudanças dependem de calçar o sapatinho e sair batendo salto por aí, procurando o caminho melhor.

MI: opa, mais memes! yuhuuu!
Ah, apelidos, como se sofre com eles na hora da chamada!

JANA: no quesito cabelo a tecnologia ajudou mto, pq eu adorei ficar mudando a cor toda hora. Mas com o tempo a gente percebe q mta coisa q abominávamos é aceita em nós atualmente. Legal isso.

ROSA CANELA: adorei o "somos nós a fada madrinha". É bem por aí, flor.

LISA: ah, eu tô amando as metáforas dessas meninas!!!!

JADE: Obrigada! Somos nós as reponsáveis pelas escolhas e até por não escolher. Apesar de nem sempre tomarmos a melhor decisão ou estarmos fortes o suficiente pra sentir toda essa auto-confiança, uma hora ou outra estabilizamos, nos acalmamos e conseguimos seguir em frente.

SERENÍSSIMAH: Moça, foi um prazer conhecê-la! E q bom q gostou do texto... tentei desmistificar essa nossa expectativa de mudanças mágicas ehehhehe.

SHII: é bom ter em mente o qto, independente de não sermos as princesas dos filmes, somos amadas por mtaaaa gente. FAz um bem danado.

ENDORFINA: eu já ouvi muuuito dessa também! hauahauahauahuahaua Cruel, meu, cruel.

DELÍRIOS DE MULHER: acho q só crescendo pro baque do bullying passar. Percebemos o qto isso era característico do convívio (maléfico ehhehe) de crianças e como mudamos de lá pra cá.

CAMILA: Obrigada!!!!

CANSEI DE XUXU: é, alguns vestígios disso ficam presentes o resto da vida como nosso ponto fraco, mas nada como crescer e poder fazer terapia pra pasdsar hauahauahau, tá, tô brincando. Nada como crescer e ver a pequenez desses problemas frente aos q arrumamos e à grandeza do mundo ao nosso redor. (tô poética agora)

JHENNIFER:Obrigada e volte sim!!! Putz, a prima... aiai. Mas ainda bem q já passou. =)

Tamy disse...

menina, que achado isso!!! Eu tbm fui vítima de bullying. As "patricinhas" da escola ficavam fazendo piada de mim pq meu sapato era velho e furado.

Nossa! Agora eu já sei o pq da minha loucura por sapatos!!! http://numero37.blogspot.com

Incrível.

Quanto ao memê, eu tbm já o respondi! http://nacasadela.blogspot.com

Bell Bastos disse...

Que coisa mais linda!

Como boa blogueira que sou, sofri muito na infância, por ser baixinha e gordinha (e o preconceito vinha principalmente da minha família, acreditam?).

Lendo esse post eu fiquei realmente emocionada, porque a gente lembra de todo preconceito que sofreu, do tanto que fomos excluídas e mal tratadas.

E realmente, a única pessoa que pode nos dar a coroa de princesa somos nós mesmas! Lindo post, lindo blog.

Anna Oh! disse...

Continuando...

TAMY: sabe q com a minha mãe aconteceu algo parecido com o dos sapatos. Lá em mil novecentos e bolinha alopravam ela por causa de um sapato furado. Sabe qual era o hobby dela antes de casar? Comprar sapatos! É trauma, gente, Freud explica heeheheheh.

BELL BASTOS: Muito obrigada pelos elogios e fico honrada por ter escrito algo sensível o bastante pra tocar alguém. Bom, eu tb recebi cobranças da família e é péssimo, pq são as pessoas q vc espera q t aceitem como vc é. Acho q o bom de ter passado por isso, é aprender, desde cedo, q somos capazes de dar a volta por cima.

Kety disse...

NHAAAAAAA.... CRIANÇAS SÃO CRUEIS....
NA INFANCIA ME LIVREI UM POUCO DA ZOAÇÃO, MMO SENO GORDINHA... ERA TBM ALTA PRA IDADE (AO CONTRARIO D HJ EM DIA =( )... NA PRE ADOLESCENCIA ERA ZUADA POR TER TROCADO "A ARTE DA DANÇA" PELO FUTEBOL/KARATê ... POR MUITAS VEZES FUI CHAMADA DE LESBICA... ESTRANHA ¬¬. ATEH POR TER CABELO CUMPRIDO (NA EPOCA BATIA NA BUNDA, E EU FAZEIA UM RABO DE CAVALO BEM NO ALTO DA CABEÇA oO).
MAS SUPEREI... E HJ ESNOBO TDOS AKELES Q ME CHAMARAM DE ESTRANHA, HEHE, CRESCI (NÃO DE ALTURA), MEU CORPO E MENTE MUDARAM! DIGAMOS QUE "CRIEI CORPO" ... PEITO BUNDA... ¬¬, AKELES MENINOS QUE ME ENCHIAM HJ CORREM PARA FIKAR COMIGO... NÃO ACHO Q SOU TUDU ISSO PAA OS MIKOS QUE ELES PAGAM ... MAS... FAZE O Q... CHEGARAM AO PONTO DE PARAREM O MEU NAMO (TADIN =/) E DIZEREM Q NAUM ACREDITAVAM QUE EU ESTAVA COM UMA COISA QUE NEM ELE ¬¬.
NGM MERECE... OQ IMPORTA EH EU O ACHAR LINDINHU E ELE A MIM!
SEI QUE TD Q FALAM SOBRE MIM EH UMA FAZE... ATEH PELA MUDANÇA (PSIQUICA E FISICA) QUE TIVE... E SEM QUE MEU MOMENTO DE "PRINCESA" LOGO ACABARÁ.

PS.: APOSTO Q NGM VAI LER TD ISSO ¬¬

BJUS
KEKA

Anna Oh! disse...

Ah, eu li ;)