quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Deitando no divã: O que não fazer num começo de relacionamento

Terapeutas no caso: Anna Oh!, Andreas Ribeiro, Marie Curie.

“O que me leva a te escrever é a vontade de entender certas atitudes minhas e de uma outra pessoa, na verdade estou sentindo-me mal frente a esta situação.”
O Divã foi contactado! E estamos aqui pra ajudar! Vamos tentar dar uma resumida na história,preservando a história e a privacidade da pessoa! Vamos lá!

“Conheci Chico Bento* através de um site de relacionamentos (...),ele tem 40 anos, um libriano , pois bem nos conhecemos, ficamos pelos e-mails, passamos para o tel. ate que saímos, mas só fomos a um barzinho”

A leitora descreve o rapaz como uma pessoa divorciada, neurótico e cheio de contradições, de acordo com ela: “É ateu. mas diz que a mae esta no céu, e manda que eu durma com os anjos. Coerente isso ou sarcasmo?”
O rapaz foi traído, sofreu, se casou por 8 anos e se separou. Quando jovem era acima do peso, o que contribui pra ficar preocupado com a aparência até hoje. Sem pai conhecido, tem horror a filhos. Conversavam duas vezes por dia, tudo era lindo, até que chega aquele momento em que a vaca vai pro brejo.

“...até que um dia o telefone dele dele deu tilt, e saiu do ar, e eu pensei que ele havia desligado e então passei um e-mail para ele dizendo que ele não queria falar comigo, e ele disse que não era nada disso etc...
No outro dia liguei para o tel. dele e ele não atendeu por duas vezes, depois me ligou dizendo que estava trabalho, e que lá era impossível de falar, então perguntei se poderíamos falar a noite ele disse que não sabia, então fiquei encucada...”

A partir daí, nossa leitora passou a tentar falar com o rapaz por torpedo, ligando na casa dele e até que ele liga “...dizendo que eu estava com síndrome de perseguida, que isso o estava assustando, e que ele e impaciente, não tem paciência, e quando as coisas começam assim ele prefere se afastar. (...) No outro dia mandei flores para ele, me passou um e-mail agradecendo e dizendo que havia adorado, mas neste dia não consegui falar com ele, todos os telefones dele estavam desligados, no outro dia ele disse que estava na casa de uma amiga do trabalho. Mas ainda não pediu para eu me afastar.”

A leitora continuou nessa de tentar falar com o rapaz e ele, cada vez mais distante. Chegou a falar com a família dele, ficou brava por que o rapaz foi para a cidade em que ela mora e nem deu sinal de vida pra ela. “... só que antes dele viajar continuei ligando e ligando, pois nao aceitei o fato dele ter hiperdimensionado uma situação tão boba, e ele ficou mais puto ainda, disse que eu não estava respeitando o tempo que ele me pediu, que ele nem tinha viajado e eu já estava ligando, que era para eu deixá-lo em paz, dar um tempo para ele, que ele iria ver se conseguiria metabolizar toda a minha invasão, que eu deixava ele sempre com medo, receoso, que eu era muito ansiosa”.

“Outro aspecto que acho relevante e o fato de eu estar dando muita ênfase para ele, será que devido a ele ter uma auto-estima baixa, e eu estar procurando-o com esta intensidade não poderia estar de certa forma massageando o ego dele? E que se de repente eu ignorá-lo um pouco ele pode até sentir falta? Será que ele não quis ter filhos por causa da rejeição do pai ou porque é egocêntrico?
Nos conhecemos ha 1 mês. Amigos me dêem uma luz, vc acha que ele vai me perdoar, me procurar quando chegar de viagem?”

* Nomes e profissões foram modificados para preservar a identidade e nos divertir nas conversas do blog.


Bem, depois de um mês que eles se conheceram, percebemos que a leitora é demais. Amou demais, deu atenção demais, quis saber demais, desconfiou demais. Temos desses momentos, onde desconfiamos tanto por causa dos sofrimentos passados que acabamos nos sabotando em uma nova relação. Talvez o rapaz até estivesse afim, mas a calma aí é essencial. Do mesmo jeito que ela tem direito a desconfiar (não tanto, mas tem), ele também o tem. Afinal, se conheceram em um site de relacionamentos. O medo de ficar sozinha bate, mas mendigar amor é uma forma de, além d passar por cima do orgulho, passar por cima de limites... e no caso ela passou por cima de limites do cara. De vez em quando o telefone dá problema, e não é nada além disso. Homens em geral prezam seu espaço de trabalho, e são profissionais ao atender ao telefone, dando a impressão de serem frios. Logo, receber flores é algo que eles não querem de forma nenhuma no seu ambiente de trabalho! Eles são territorialistas e se assustam fácil diante dessas circunstâncias.
O que podemos dizer? Acontece minha querida leitora... de vez em quando erramos nas medidas, principalmente no início de um relacionamento, fase onde nos adaptamos ao outro, sentimos o terreno. Aconselhamos que você dê um ‘up’ na sua auto estima, aprenda o seu valor querida, pois assim você vai conseguir lidar com um homem que some ou um que fique pra sempre do seu lado. No começo ele até poderia sentir seu ego massageado (não é isso o que fazemos no começo de um caso?), mas quando sentiu sua privacidade violada, correu!
Não sabemos se ele vai entrar em contato... o melhor é esperar que ele entre em contato, espontaneamente. Mas pense em conhecer outras pessoas que estão mais próximas de você, a praticar um momento para você se sentir especial, segura, confiante!

Um pedacinho das nossas discussões no MSN pra provar que discutimos ferrenhamente o caso sim!

Anna O.: “...nem sempre o cara quer fugir dela.Pelo menos, no começo essa poderia não ser a intenção dele, mas conforme ela foi pressionando, ele tornou real o q ela procurava...” “...flor, nop. Se o cara mal atende o tel no trabalho, será q ele se sentiria bem recebendo flores?”

Andreas: “Então... dentro de um relacionamento, precisamos compreender o espaço do próximo...”

Marie: “...ela tem umas questões de confiança pra trabalhar mm...” “ok, eu acho que o maior problema é que ela se prendeu a cada afirmação do rapaz, levando tudo muito a sério, então, qualquer coisa que ela peque que é contraditório ela põe em xeque o rapaz.”

Gente, mais um caso que discutimos e esperamos não só ajudar à leitora, como a quem mais possa interessar o caso! Gostou? Não? Tem uma questão existencial também? Contacte o divã!




Ps: pra quem se lembra, a foto da Glenn Close tá aí do filme Atração Fatal, onde a mulher perde o controle e vai à luta para pegar o amante que é seu. Ou alguma coisa do gênero.

17 comentários:

Mariana Valente disse...

Já dizia o antigo ditado do tempo do onça: "Tudo em excesso faz mal" Pois é, ai está uma amostra do que o excesso pode fazer... Como vcs bem disseram, td era demais, ligar demais, cobrar demais... O centro da vida dela passou a ser ele e isso não é saudável em relacionamento algum... E chegou a um ponto de "correndo atrás" a stalker!!! =/
Eu realmente acho que isso demonstra uma insegurança enorme, porque qualquer detalhezinho fora do scrip (como o telefone desligado) já é motivo pra surtar... Temos nossas neuroses de vez em quando, mas isso só faz afastar a pessoa amada de nós! Afinal, ngm merece um chiclete de bola Ploc né???

Beijoks

Juhred disse...

Gostei da história creio que 99,9% das mulheres ja passaram por essa situação de amar demais! Querer demais! Eu acabei de sair de uma situação assim!O problema é nós tentamos enterder porque ele não atendeu o telefone e ficamos pensando coisas mirabolantes quando o celular apenas não tava funcionando! Lembro que aconteceu algo assim comigo eu fiquei louca ligando pra ele o dia todo e achando que ele não queria me atender mas não simplismente o celular tava com o irmão dele e na mesma hora que ele viu me retornou! Hahahaha que alivio!!

Beeijos

Mabia Barros disse...

Sempre tenho medo disso... ver até que ponto a minha insegurança não tá me atrapalhando... pq todos temos receios no começo de uma relação...

BelaCavalcanti disse...

kkkkkkkkkkkk Esse post tá muito engraçado! Eu tô prestes a começar u mestrado. TIPO: Durante dois anos terei pouco tempo pra pensar em me envolver com alguem que NÃO seja da minha turma de mestrado (rsrs). Mas comigo, ate pouco tempo atrás, era phoda: Morava nos EUA, cultura completamente diferente, o cara chega junto, janta, toma vinho se embriaga e ainda cogita casamento! Vou eu tentar lidar com brasileiro (rsrs). SÓ LEVEI FORA KKKKK pelo menos hj. tô curada - os foras que ele me deu foram eficazes kkkkkkkkkkkkkkkk Depois cê parte pra outra e ver que não tinha que ser mesmo. Dor de amor nunca matou ninguém...

Garotas de Vinte e Poucos disse...

Concordo com a Mari que tudo em excesso faz mal!
e... Chico Bento??? kkkk rolei de rir logo no começo!
Bjo
*lala*

teaguentanosalto disse...

eu fiquei com medo só de ler hauahuahauhau desculpem, mas foi um pouco (leia-se: muito) exageros.. homens se sentem ameaçados, se assustam.. engraçado que hoje mesmo na faculdade eu e minhas colegas discutimos sobre isso.. uma delas estava contando que ja perdeu mt homem bom porque ela ficava desesperada em querer "segurar" eles, segundo ela, ela tem medo de ficar solteira, nao consegue ficar sozinha.. por isso quando acaba um namoro sai desesperada querendo se prender em outro.. são tipos de mulheres, o negócio é respirar fundo e dar espaço pra eles, coitadosss! hehehhe "quer me prender, então me solte", bem nessas..
eu já sou totalmente o contrário, não prendo ninguém! hehehe porque eu odeio mt grudes, então correr atrás não consta no meu vocabulário.. nem quando eu realmente quero.. nessas horas o que falta é coragem heheehhe vai entender! somos todas complicadas..
foi a conclusão que eu e minhas colegas chegamos hoje.. produtivas minhas aulas, né?
adorei esse post de vcs, como sempre, os assuntos aqui são muito gostosos de ler! adoro!
beijos, L.

Miranda Priestly disse...

tenho medo de tudo em excesso.

Marie Curie disse...

Começo de relação é tenso mesmo... é um ajuste de expectativas e atitudes. O respeito é principal, e, como vcs disseram, tudo que é demais cansa, assusta!

Insegurança sempre rola, mas ela pode ser dos dois lados né?

Quanto ao Chico bento, gente, vcs não fazem ideia de quanto rimos no msn, hahaha!

Bem Resolvida disse...

Desculpe cara leitora, mas vc deu uma exagerada, correu muito atra´s, não deu espaço pra ele se quer respirar...isso assusta! Invadiu a privacidade dele mandando flores no trabalho....
Agora o negócio é não ligar, não escrever de forma alguma. SUMA!! E se ele não te procurar mais....procure conhecer outra pessoa mas da próxima vez espere um pouco o cara te ligar...homens em geral gostam de ter que correr atrás, não acho que eles curtam mulher pegando no pé deles o tempo todo e vc deu uma pegada no pé do chico bento...
Beijos!!

Black Cat disse...

Como estava falando pra uma pessoinha esses dias, é gostoso esperar um telefonema também. Perceber que a pessoas tem interesse. Se a gente dá todos os passos e não deixa ou outro dar passos também vira uma relação sufocante, e sem graça pro outro. É instintivo, é animal ter que cortejar, caçar, o que seja.
Então vamos controlar as neuras e deixar rolar. Sei que não é fácil, mas o gostoso é tentar.

Amanda disse...

É aquilo que todo mundo sabe muito bem mas quando vê jé fez.

Não vou apontar o que a moça fez, porque as vezes eu tenho contade de descer/subir (como é mesmo o ditado?) nas tamancas e rodas a baiana. Começo de relacionamento é a parte mais dificil, mais gostosa e mais envolvente. É como andar sem saber se o próximo passo você vai dar em falso ou não.

Aí tem gente que se perde, esquece onde deve terminar o ciúmes e começar a tolerancia ou então.. o amor próprio.

Muito legal o post.
:)

Rosa Canela disse...

Humm concordo com a Black Cat..axo que tudo é questão de medidas, é extremamente prazeroso ver que o outro lado se interesa ..q participa da brincadeira que é uma conquista.
Se vc toma todas as atitudes, além de se tornar comodo pro outro, vc se torna obcessiva.

E sinceramente fiquei com medo só de ler a conduta da amiga em questão foi "DEMAIS" mesmo ..

Mais é vivendo e aprendendo né ??

Beijos

Rosa

Raquel El-Bachá disse...

Adorei o post e posso dizer que passei por situação semelhante recentemente.
Terminei um relacionamento de 6 anos que era quase um casamento. Viviamos grudados e para mim foi um choque não ter com quem falar todos os dias da semana naqueles horários. Quase enlouqueço.
Estou ficando com um cara que já foi meu namorado há muitos anos e repeti a história do grude, do querer demais e do gostar demais. Minha sorte foi que descobri a tempo que eu estava fazendo tudo errado. Tava afastando o cara mais do que qualquer coisa.
Agora eu deixo ele me procurar, sumo um pouco e não fico tão à disposição. Parece que está dando certo, pois ele está voltando a me dar a atenção.

Thefy disse...

Homem gosta de consquista, de fazer joguinho, de correr atrás, uma vez percebendo que o jogo está ganho, perde-se a graça da consquista para eles... Se dar mais valor, gostar mais de si mesma é sempre a melhor opção, não despejar as expectativas em uma pessoa, mas se olhar no espelho e ser mais vc sempre. Se ele não corre atrás, o único a perder é ele..
Bjokas ...ameeei demais aqui...

Kety disse...

Bem, Concordo com muito do que foi dito, mas logo que li, destaquei o fato dele ser um tanto que "anti-social" (não exatamente essa palavra que qria usar... mas tah valendo).
Como da-se a perceber a leitora o denomina como auto estima baixa, o q faz com que normalmente não se sinta destacado, pelo contrario, acha que qdo alguem se aproxima eh como zonbação, tentando o ferir, faze-lo sentir-se um idiota. Como relatado, ele sentiu esse impacto ao ser traido, oq faz com que tenha seu pezinho atras em relação as mulheres.
Supoe que se ela realmente não gostar dele desistirá rapido. Então será que se encentivar a ela de dar um tempo a ele eh o melhor?
Na minha opinião acho q ela deveria dar-se como ofendida, (por motivos naum descobertos por mim ateh hj, auto estimas baixas odeiam fzer com que os outros fikem mau?!).
Quem sabe se ela tentasse contato uma ultima vez , dizendo: -Tudo bem eu,... te deixo em paz! Não vou mais te impertinar! Vou tentar te esquecer... =(
Mas saiba que sempre desejarei tudo de bom a ti!!! que gosto tanto. Se precisar de qq coisa me liga.
e dai sim dah o stop de uma semana .... axo que tem mais chances....




bjus

Keka

Sol! disse...

cara! Até eu fiquei com medo da Rosinha do Chico Bento! cara, podemos encaixa-la no conceito mulheres pscico do sutia 44!

Cara leitora, eu sei que vc não pediu o meu conselho, e sim o do pessoal mais que gabaritado do divã, mas aqui vai uma dica de alguém que manja de relacionamentos:

- Homem ocupado demais pra vc = homem babaca;
- Homem que não atende o celular ou te liga = homem babaca;
- Homem de 40 anos com medo de relacionamentos = Homem sem vergonha na cara ou gay que ainda não saiu do armário...

ai ai ai

deixa eu participar do divã com opiniões nada éticas e profissionais???

deixa!
deixa!
hahahaha
anna oh! sempre dou mto risada com seus comentários nas músicas hehehe

Japs disse...

Ai meninas....acabei de sair de uma situação assim, ainda estou com o traseiro doendo, depois do pé na bunda.

Pior que a gnt n aprende e acaba errando de novo....