segunda-feira, 21 de julho de 2008

Picasso

De longe ele é bonito, até as imperfeições parecem harmônicas; causa impacto provocante, convidativo, há um mistério que clama por ser desvendado. Tem cores vibrantes, um quê de mensagem multifacetada. Prende a atenção, tanto que o desejo de aproximação é quase imediato... e você se aproxima.
Daí, com um zoom monstruoso você percebe que as cores são fortes demais, tudo se encaixa se desencaixando, parece que nada se encaixa! É tudo tão complicado de se entender! O mistério é revelado, o quadro dá dor-de-cabeça, ele parece assimétrico, sobreposto, escondendo algo.
Assim são alguns homens, como os quadros do Picasso (alguns inclusive te prometem um Picasso e quando você vê, não rendem nem um pincelzinho...); os homens Picasso, vistos de longe deslumbram! Com 230% de zoom, são insuportáveis. A proximidade desfaz laços que a distância tanto cultivou.

3 comentários:

Bem Resolvida disse...

Prefiro pinturas mais abstratas!!!

Rs

*Dulce Herrera* disse...

E quando se aproximando bem, se vê que o cara é gay?? :S
é, eu já vivi isso duas vezes...

Ou qndo o cara é liindo de morrer
Mas vazio por dentro e a conversa não passa do "oi, tudo bem?" (momento atual).

Ok, nós sabemos que ninguém é perfeito...

MAS PROPAGANDA ENGANOSA NÃO DÁ NÉ!

Andreas Ribeiro disse...

De longe são normais, de perto todos são loucos!!

Assim vai... hahaha

Mas se depois de toda essa propaganda, nem um picasso rolar... é osso hahahaha

Beijoss anninha