segunda-feira, 30 de junho de 2008

Filhinho da Mamãe



A tradução cretina de hoje é mais uma da série de músicas revoltadas compostas pela cantora Alanis Morissette. Acho que só perco pra ela quando a coisa é relacionar-se com homens complicados...
Nos anos 90 estourou com o CD Jagged Little Pill e atualmente, além de compor as músicas que tocam em algumas novelas globais, mantém o hábito da revolta em muitas de suas letras, seja criticando um babaquinha ou resmungando sobre a preservação do planeta, paz, política e existência humana. Lá vai:

Dear momma's boy I know you've had your butt licked by your mother
I know you've enjoyed all that attention from her
And every woman graced with your presence after
Dear narcissus boy I know you've never really apologized for anything
I know you've never really taken responsibility
I know you've never really listened to a woman


Querido filhinho da mamãe, você sabe que você teve sua bunda lambida por sua mãe,
Eu sei que gostou de toda a atenção que ela te deu,
E toda mulher está honrada com sua presença depois.
Querido garoto narcisista, eu sei que você nunca pediu desculpa por nada,
eu sei que você nunca teve responsabilidade,
eu sei que você nunca realmente deu ouvidos à uma mulher



Aqui o sujeito é carinhosamente chamado de filhinho-da-mamãe, mimado, presunçoso e egoísta. Deve ser um doce... sabe aqueles doces feito com leite azedo? Doce e podre!!




Dear me-show boy I know you're not really into conflict resolution
Or seeing both sides of every equation
Or having an uninterrupted conversation


Querido garoto exibido, eu sei que você nunca está em uma discussão para solucionar ela,
ou que você vê os dois lados das questões,
ou tem uma conversa ininterrupta.



Uma pessoa imparcial, que sabe discutir, como ela mesma diz
Babaca tem um cabresto que só o faz enxergar o próprio nariz



And any talk of healthiness
And any talk of connectedness
And any talk of resolving this
Leaves you running for the door

E qualquer conversa sobre saúde,

E qualquer conversa sobre conexidade,

E qualquer conversa para resolver isso
Faz você sair correndo pela porta.

Cagão e fujão...

Nem se cogita a hipótese de ter uma DR com um tipo desses.

(why why do I try to love you
Try to love you when you really don't want me to)

(Por que? Por que eu tento te amar quando você realmente não quer que eu o faça)

E pra variar, sempre tem uma trouxa pra amar um mala desses… a idiota histérica depressiva por não ter a atenção de um mané qualquer.

Dear egotist boy you've never really had to suffer any consequence
You've never stayed with anyone longer than ten minutes
You'd never understand anyone showing resistance
Dear popular boy I know you're used to getting everything so easily
A stranger to the concept of reciprocity
People honor boys like you in this society

Querido garoto esgoísta, você nunca sofre conseqüência de nada,você nunca fica com ninguém mais do que dez minutos,
você nunca entende alguém que mostre resistência.Querido garoto popular, eu sei que você está acostumado a consequir as coisas tão facilmente,
um estranho para o conceito de reciprocidade,
pessoas se sentem honradas de ter pessoas como você nessa sociedade.


Ou seja, ele se sente O importante, a última Coca-Cola do deserto, a última bolacha do pacote... quem sabe ele não seja mesmo? A Coca do deserto deve estar quente e ruim, e a última bolacha sempre vem quebrada e fica mole.
Culpa da mãe suficientemente tonta que ele teve...


And any talk of selflessness
And any talk of working at this
And any talk of being of service
Leaves you running for the door

E qualquer conversa que não seja sobre si mesmo,
E qualquer conversa sobre trabalhar isso,
E qualquer conversas sobre começar serviços,
Faz você sair correndo pela porta.

Novamente ele é o cagão-fujão, narcisista!

(why why do I try to help you
try to help youWhen you really don't want me to)

(Por que? Por que eu tento te ajudar
quando você realmente não quer que eu o faça?)

Ajudar, eis o ponto. Por que sempre tentamos ajudar esse tipo de pessoa? Esses caras assim, metidos, egoístas? Mistérios do universo feminino...
Pois é, ele não quer ser ajudado e nem precisa, ele que arrebente a bundinha lambida dele nos percalços da vida.


You go back to the women who will dance the dance
You go back to your friends who will lick your ass
You go back to ignoring all the rest of us
You go back to the center of your universe

E você volta para as mulheres que dançam a sua dança,
E você volta para seus amigos que lamberão seu traseiro,
E você volta a ignorar o resto de nós,
E você volta pro centro do seu universo.

Repare que esse é um tipinho comum de cara... aquele que tem sempre os amiguinhos lambendo-lhe o rabo, inflando seu ego e fazendo com que ele se sinta o máximo!
É o senhor bundão e os seus bundinhas...


Dear self centered boy I don't know why I still feel affected by you
I've never lasted very long with someone like you
I never did although I have to admit I wanted to
Dear magnetic boy you've never been with anyone who doesn't take your shit
You've never been with anyone who's dared to call you on it
I wonder how you'd be if someone were to call you on it

Querido garoto centralizado em si mesmo,
eu não sei porque ainda me sinto afetada por você, nunca perdi muito tempo com pessoas como você, nunca, embora eu admita que eu queria,

Querido garoto atraente, você nunca esteve com ninguém que não aceitasse sua merda,
você nunca esteve com ninguém que te desafiasse, e eu fico imaginando como você vai agir quando alguém te desafiar.


Mães de todo o Brasil: não criem um exemplar desses em casa!
E mulheres: não tentem mudá-lo!!


And any talk of willingness
And any talk of both feet in
And any talk of commitment
Leaves you running for the door

E qualquer conversa sobre aceitação,
E qualquer conversa de estar com os dois pés dentro,
E qualquer conversa sobre compromisso,
Faz você sair correndo pela porta.

Ele sai correndo...

(why why do I try to change you try to
Try to change you when you really don't Want me to)

(Por que? Por que eu tento te mudar,
quando você realmente não quer que eu o faça?)

Huuummm... o típico hábito feminino de “querer mudar”. Raramente dá certo.

You go back to the women who will dance the dance
You go back to your friends who will lick your ass
You go back to being so oblivious
You go back to the center of the universe

E você volta para as mulheres que dançam a sua dança,
E você volta para seus amigos que lamberão seu traseiro,
volta a ser tão obvio,
volta ao centro do seu universo.


Ele é sempre tão óbvio... mas a gente sempre cai. É isso, olhos muito abertos pros Narcissus que circulam por aí!

Narcissus - Alanis Morissette

COMENTÁRIOS CRETINOS: ANDREAS, ANNA E PENÉLOPE.

créditos: http://letras.terra.com.br/alanis-morissette/91790/

6 comentários:

Marilyn Monroe disse...

hahahah adooorei annaa!

hahahahahahaha*

EXISTEM muitos desse tipo por ai*

ps: acho que tenho um certo MEL pra esse tipo de pessoa ¬¬'

Andreas Ribeiro disse...

Aeeee

mais uma tradução cretina online!!!

E pelo amor de Deus meninas, chutem a bunda de um imbecil desses!!!

*Dulce Herrera* disse...

2 votos para o Andreas...
Parece q eu vi o meu ex nessa música, véio...

Essa música representa bem os dois polos estranhos q insistem em se relacionar: homem X mulher.

O homem sempre fugindo, sempre o garotinho da mamãe, sempre mimado, e CAGÃO!

E a mulher insistindo na ilusão de que um dia irá mudá-lo...

Por isso, insisto na minha teoria, de q homens e mulheres naum foram feitos para darem certo...

Qualquer dia, eu vou postar sobre essa minha teoria...

Paty disse...

Hehehehehe! Essa "tradução cretina" é engraçada!
Gostei!

E infelizmente existem mesmo muitas dessas "figurinhas" por aí. O que precisamos fazer é ficar de olho! Só espero que a "figurinha" que arrumei para mim não seja uma assim.
Beijinho, galera.

gi disse...

Ahhhhhhhhhhh, esse tipinho é bem comum!!!
Já cansei de ouvir histórias assim de amigas e tb já tive minhas experiências com Srs. Bundões!!!
É péssimo vc se relacionar com alguém assim, sem atitude, sem maturidade, enfim um mimadinho, filhinho da ... mamãe!!! Afff...

até, bjs

gi disse...

ah lembrei de mais uma... rs

E o pior é que é tipíco destes caras que acabam dizendo que vc o assustou, por isso ou por aquilo, que pressionou, e tals...

argh, disgusting...