sexta-feira, 5 de março de 2010

Maratona "Deitando no Divã" 19

Baseados nas maratonas televisivas nas quais você passa 4 horas assistindo o mesmo desenho ou seriado (para a felicidade de uns, infelicidade de outros, e pela falta de criatividade da emissora), nosso honrado blog resolveu lançar uma maratona do Deitando no Divã!Recebemos muitos casos nos últimos tempos e, para que mocinhas não arranquem os próprios cabelos, não roam unhas nem decapitem namorados, ex, peguetes e afins, está aberta a temporada de casos e mais casos! (Por Anna O., Marie Curie, Andreas Ribeiro e Mariana Valente)

Caso 36: "Bom, primeiramente gostaria de dizer que acompanho o blog, e sempre vejo as pessoas se abrindo e nunca me imaginei escrever algo sobre mim... Mas de uns tempos pra cá estou precisando de uma opinião externa... Então, há quase 5 meses conhece um rapaz (4 anos mais novo - Lembrando que eu tenho 24) em uma festa, que não rolou nada, mas trocamos informaçoes para mantermos contato.
Dali ficamos uns 15 dias conversando diariamente pelo msn, e nos conhecendo (e descobrindo que, incrivelmente, tinhamos absolutamente tudo em comum - gostos, histórias de vida e bla bla bla). Marcamos de sair, ele e um amigo, eu e uma amiga. Ficamos naquele dia (que foi horrível.... não houve química, beijo nao "encaixou").Ainda sim não foi motivo para eu desistir (não sei porque, afinal eu não estava envolvida sentimentalmente, mas resolvi dar uma chance, afinal, tinhamos muitas coisas em comum - inclusive o fato de ambos estarem saindo de relacionamentos longos, e de não querer algo sério, pelo menos naquele momento)... Continuamos conversando pela internet... Passados mais uns dias, marcamos de nos ver novamente em uma sexta-feira, mas dessa vez foi mais sério, fomos sozinhos, e passamos a noite juntos, acordamos e tomamos café no dia seguinte...Dessa forma fechamos várias semanas: nos vendo sexta, sábado e domingo... Começamos a nos ver durante a semana também (férias de ambas as faculdades). Fui me envolvendo, ambos conhecendo coisas novas, conhecendo a família um do outro, dormindo um na casa do outro, etc...
Um certo dia saí com amigas, passamos o dia na rua, bebemos à tarde e à noite liguei para ele dizendo que queria ve-lo, ele deu uma crise de ciumes, pois tinha outros rapazes (que eu nem conhecia) no lugar onde nós estávamos. Em sumo: não nos vimos naquele dia, e brigamos uma semana seguida por causa deste dia.
Após isso, uma amiga minha deixou de apoiar a minha relação com esse garoto (por dizer que ele era criança demais). Fato é que, perdi uma amiga porque ela era contra esse relacionamento (logo vê-se que não era tão amiga assim).

Há cerca um mês em uma conversa ao telefone ele mencionou que eu era solteira (não me lembro bem qual era o papo), mas eu soltei em tom de brincadeira que eu estava solteira porque ele queria... Dai ele veio com um papo: "Não é pq é vc... é só pq eu não quero nada serio agora... bla bla bla..."Depois desse dia, nos vemos apenas uma vez, mas o que tem me chateado é o seguinte: ele já não me liga mais (mas quando eu ligo, ele é o cara mais fofo ao telefone), e nos falamos pouco ao msn (mas ele tb é o cara mais fofo quando estamos conversando...). Estou gostando dele de verdade, mas estou me cansando da sensação de correr atrás o tempo todo...
É difícil parar de pensar nele, mas achoq ficou claro que ele não quer nada serio... Alguém pode me ajudar?"

Então, flor, não tem como. Se ele não quer nada sério e vc gostou, é game over. Vc vai se desgastar e o cara tá numa outra maré. A questão é: se a coisa flui entre vcs, dá suas espacadas junto com ele e tenta (mas sem alimentar expectativas); porém, se vc já tá apaixonadíssima, bola pra frente, próximo da fila, pq esse não quer nada sério... como vc e ele haviam "combinado" no começo.

Ok, vamos por partes. Primeiro: eu sou meio que contra ese papo de levar uma amiga pra fazer um "double-date" com o amigo do potencial peguete. A pressão fica bem maior, irônicamente. Tem sua amiga lá analisando o rapaz com você, se vocês ficarem eles vã se sentir na obrigação também... prefiro mergulhar na piscina fria: se é pra conhecer, que seja sem muletas. Mas é uma questão de gosto, ok? Mas o problema em si: vejo você como participante de duas teorias masculinas recorrentes: a do "ciumento sem compromisso" e a do "vamos ser amigos". Tem muitos homens que mesmo sem compromisso tem pity de imaginar que a garota que ele está pegando tem interesse em outros. Isso por que faz parte do rolo ele se sentir suuuper necessário, em um pedestal mesmo, mas ainda sim mantendo os horizontes abertos PARA ELE. Esse ataque de ciúmes creio que foi muito mais por orgulho e por querer seu carinho que algo mais profundo. Já por outro lado, tem mais uma pá de homem que pensa em terminar o relacionamento da melhor forma possível, sem confronto, mulheres descabeladas e por aí vai. Daí ele vai cortando relações, sendo fofo sim, mas esperando que a relação vire amizqade (e podendo até virar algo mais no futuro, mas só se ELE quiser). Diagnóstico? Ele não está mais afim de você. Veja se consegue voltar ao rolo sem compromisso (o que eu acho difícil, já não vai mais ser igual) ou, o que eu acho melhor, bota a fila pra andar!

Vamos lá: Eu discordo que é um fato que ele não está afim de nada contigo. Demonstrar ciumes pode significar que ele tambpem está se envolvendo e teoricamente ele não queria. Esquecemos de pensar no fato de que quando a uma outra pessoa, ela também pode ter suas dúvidas e seus momentos de titubear em uma coisa ou outra, portanto eu sugiro pra você uma técnica milenar pra resolver esse problema, ela é antiquada, mas constuma ajudar muito: A CONVERSA! Chega pra ele e diz que tem sentido falta das ligações dele, se ele não quer se envolver mesmo, porque ele demonstrou ciumes e tals, enfim, descobre qual é a real mesmo e não tire conclusões!
Eu concordo com a Anna, quando a pessoa enfatiza o fato de "não querer nada sério" e faz questão de demonstrar, é porque realmente não quer nada com nada... Ele pode gostar do seu jeito de ser, gostar de passar tempo contigo mas nada que ultrapasse esse limite, e parece não ser o bastante pra você, que quer se envolver mais... Pra mim, essa demonstração de ciúmes também não passa de possessividade, que é tão comum mesmo em pseudo-relacionamentos assim. Meu conselho é: caia fora antes que seu coração fique mais machucado ainda, porque dar murro em ponta de faca só vai machucá-la ainda mais...
Caso 37: " Olá meninas, inspirada nos outros depoimentos da maratona resolvi contar o meu, antes que eu ganhe o Prêmio Framboesa de melhor otária do Ano. No final do ano passado eu terminei um namoro, que durou pouco mais de dois anos e resolvi faze-lo pois a relação não tinha futuro do jeito que estava, ele já havia terminado comigo uma porção de vezes e eu sempre corria atrás, nunca demonstrou que eu era prioridade na vida dele e não me dava valor. Também não conseguia conversar com ele pois toda conversa era uma briga pra ele, e quando realmente brigávamos ele terminava comigo e isso foi desgastando meu sentimento, afinal se uma pessoa vive me mandando embora é porque não gosta de mim, enfim eu o avisei que ele podia terminar comigo quantas vezes quisesse mas quando eu terminasse seria uma vez só, e foi o que aconteceu. Quando ele mudou de trabalho e conheceu uma turma nova começou a me colocar em segundo plano, ele já meio que fazia isso com amigos dele, o que eu entendia afinal era amizade de anos, mas começar a fazer o mesmo com gente que ele mal conhecia e já estava chamando de amigo?!?!Essa situação me deixou passada, sem falar que eu fiquei encanada com uma colega de trabalho dele da qual ele vivia citando, só que quando eu manifestava minha insatisfação ele me chamava de louca, dizia que eu estava imaginando coisas e brigava comigo. Enfim, tudo isso me levou a terminar o namoro, mas eu nunca deixei de gostar dele. Depois do termino ele correu um pouco atrás, ficou muito mal mas eu não quis saber pq quando eu queria discutir os problemas ninguém queria me ouvir, e agora eu tinha que escutar??? Não mesmo, dei o caso por perdido e parti para outra. Conheci um cara, comecei a namorar, fiquei bem por um tempo mas desde julho deste ano tive uma recaída. Resolvi parar de lutar contra meus sentimentos, terminei meu namoro ( que não estava muito bem das pernas...) e corri atrás , pedi para voltar, queria recomeçar em outros patamares pq quando ligava para ele via que ele tb me
amava ainda e que reconheceu seus erros e tudo o mais. ele parecia ter amadurecido, mas foi só falar que eu queria voltar que a figura mudou, estamos conversando há 4 meses e pra resumir todo o discurso do moço o caso é o seguinte, ele me ama, pensa em mim todo dia, mas não vai voltar a namorar comigo nunca mais pois eu acabei com a vida dele, eu destruí os sonhos dele, causei uma dor inesquecível e ele não vai se arriscar a passar por isso tudo novamente, principalmente pq eu preferi ir namorar outra pessoa a voltar com ele. Ele até diz que queria voltar mas não consegue, pq não consegue suportar a idéia de eu ter ficado com outra pessoa, mas ai está a hipocrisia pois ele tb ficou com outra pessoa, justamente aquela colega de
trabalho da qual eu tinha ciúmes. Nesse tempo todo eu venho galgando os degraus da humilhação pois achei que como eu havia terminado tinha que voltar um pouco por baixo mesmo, mas eu já passei do limite, e ainda fico me culpando achando que eu estraguei tudo, que Eu joguei fora o amor da minha vida e tudo mais. Olhando de fora o que da pra dizer é que ele não mudou nada, continua a não me valorizar e a não me priorizar, está mais moleque do
que antes, mas Eu só consigo enxergar que ele me ama, e que eu tenho que lutar mais por ele, sendo que obviamente não é assim...O que devo fazer????Eu não me aguento mais, é só carência, sentimento de posse, falta do que fazer, não aceito a rejeição ou eu realmente o amo? E se ele
realmente me ama pq não quer ficar comigo??? HELP
Ps* Eu até pedi o livro "Ele simplesmente não está afim de vc" pra Anna, mas
lá não há nada específico para meu caso...
Abraços,
N."

Parece que vcs tem visões diferentes: ele tava afim de curtir com amigos, colegas de trabalho, tava numa pegada de se socializar (até demais); mas acho o seguinte: a partir do momento que namoramos, devemos levar em conta a opinião do outro... não é concordar, é simplesmente tentar chegar num acordo, num meio termo que agrade a ambos. E é justamente nesse ponto que parecia não funcionar, porque diálogo virava quebra-pau e po.. até quando vc tenta reatar não há diálogo! Achoq ue pra um relacionamento funcionar, a comunicação deve ser boa, e isso só se consegue aos poucos; primeiro você balbucia e sua mensagem é quase ininteligível (dai vc desenha heheheheh), depois vc aponta, frisa palavras-chaves, depoooois pra frases completas e NUNCA, absolutamente NUNCA solte um sermão de milhões de caracteres... porque os homens não escutam um terço disso. E parece que vocês pararam no primeiro estágio e não avançam. Ele já disse que não quer, mas tente conversar com ele sobre as razões disso antes de chegar na defensiva, dizendo que ele também ficou com a piranhinha do trabalho. Sério, vá desarmada... relacionamento não é um juri, não vale taaanto argumentação, mas compreensão. Então, mulher, encarne a pacificadora e tente um último diálogo de paz.

Bem, eu acho que o que realmente rola entre vocês não é amor. Por um segundo achei até que eu é que estava escrevendo esse caso, hahaha! Eu acho assim: quem começa a usar o "vou terminar com você" como tática para terminar discussões e sempre ganhar, tem uma visão de amor possessiva, em que ele ganha. Não teria a menor razão do mundo para alguém que resolveu terminar um namoro ter que se humilhar para conseguir o amor de volta, acho até que esse é um erro comum. Se terminou, é por que não deu certo, por que o amor acabou. Não pode ser nunca uma forma de ser superior ao outro, "eu terminei então eu o humilhei e tô por cima". Se você entender para o meu lado, vai ver que ele não vale a pena. Ele gosta é de ser mimado, de ter alguém no pé implorando. Olha só: você está igual a quando vocês namoravam: ele agindo como se estivesse sempre sendo ofendido e humilhado e você lambendo ele para passar o dodói dele. Eu acho que não rola mais amor, rola a lembrança que é normal de todo relacionamento longo que marca a gente, pro bem ou pro mal. Ele NUNCA vai mudar, por que ele acha que está certo. Pode falar o que for, esse é o jeito dele. Amor como posse, deixar os amigos e profissão acima da mulher, chantagista emocional. Antes que você achem que estou metendo o pau no rapaz, nada disso é defeito se você conseguir lidar com isso. E você realmente acha que, com um cara desse jeito, você foi a única responsável por matar o grande amor entre vocês? Vixe, relaxa! Toca sua vida que eu também acho que terminou, é pra sempre.

A primeira coisa que eu pensei, quando terminei de ler, foi: "Manda ele procurar terapia". Porque alguem que não consegue voltar, e ainda nesses argumentos, meio estranho, parece-me que ele não tem um bom equilíbrio emocional! Quanto ao que você tem que fazer... Não adianta dar murro em ponta de faca, se ele continua irredutível em voltar, é tentar esquecer e descubrir se era carência ou amor mesmo. Vocês poderiam tentar ficar ou começar com algo descompromissado, é difícil pra quem já namorou, mas poderia funcionar.

É amiga, faço minhas as palavras de Marie... Querer manter relacionamento por ameaça é o uó! A vida parece um campo minado e qualquer passo em falso é uma bomba... Isso não é justo com nenhum dos dois e ao meu ver, você tomou uma decisão sensata ao querer botar ponto final nisso já que você não estava se sentindo bem... Agora, ele correr atrás de você que nem um babão, reconhecer que errou e tudo o mais, seria um forte indício que ele mudou, certo? Que amadureceu, que aprendeu pela dor... ERRADO! Ele demonstra querer estar no controle novamente, quando dizia que iria fazer e acontecer e terminar tudo se você não fizesse assim ou assado, ele queria tomar as rédeas da relação, e no momento em que você deu o braço a torcer, essa faceta dele se torna evidente de novo, dizendo que agora ele não quer... Com certeza vocês viveram coisas muito legais, bonitas e que sempre serão lembradas com carinho, mas acho que se você tentar retomar de onde pararam, essas lembranças vão dar lugar a mais mágoa e ressentimento... Sinceramente, também não acho que isso é amor, e que você deva procurar a felicidade em outro caminho...

6 comentários:

Daia.BSilva disse...

Uôw mano! E eu achando que tinha problemas (felizmente não são de ordem emocional... haha).

No caso 36: Saia dessa vida, agora! O cara já demonstrou que tem "defeitinhos chatinhos" que geralmente corrompem a relação aos poucos... pode parecer bobeira, mas se sua amiga não apóia esse relacionamento, pelo menos analise os argumentos dela... sempre é bom ter uma segunda opinião de alguém que estava lá e tals. Vc não tem que dar razão à ela, apenas tem que ver se o que ela diz à respeito faz algum sentido... pode ser útil. Acho que o carinha curtiu com vc (pq era só o que ele queria mesmo, desde o começo, conforme "combinado") e a crise de ciúme foi só um mero detalhe de possessividade. Não se apegue a isso... pode ser só ilusão sua que "depois da crise de ciúme tudo desandou"... acho que mesmo sem a tal crise, teria desandado, pq ele queria curtir e viu que as coisas estavam ficando um pouco mais "sérias".

No saco 37: Terminou, é pra sempre! Mantenha isso! Com certeza o que há entre vocês não é amor. Provavelmente o carinha que vc tava namorando depois do seu término definitivo te decepcionou em alguma coisa, ou vc comparou ele com o antigo namorado e sentiu falta de alguma coisa, aí bateu a carÊncia... cara, é falta de procurar. Com certeza tem alguém melhor que esses dois, em algum lugar, só esperando pra te fazer feliz. Relacionamentos são como cristal, uma vez estragados não voltam ao normal.

Usem a razão, pelo menos nesse momento!

Barbie Girl disse...

Olá querida!
Desculpa o atraso, mas ontem foi uma correria louca...entretanto gostaria de deixar uma pequena homenagem para você, que faz o meu Cantinho mais feliz com sua doce presença!

"Se mais pessoas fossem como você, haveriam mais pássaros cantando, um sol mais brilhante, mais estrelas cintilando. Haveriam mais abraços, mais palavras gentis e mais razões para comemorar do que todos os grãos de areia da praia.
De fato a vida seria uma longa e permanente celebração!"


Feliz dia Internacional da Mulher!!

beijos

Jackie Tequilaa;* disse...

caso 36: ODEIO ESSA HISTÓRIA DE QUE NÃO QUERO NADA SÉRIO AGORA...UM brinde às pessoas decididas, que não têm medo de viver;)

Jackie Tequilaa;* disse...

caso 36: ODEIO esse papo que não quero anda sério agora...
UM brinde às pessoas decididas, que não têm medo de viver;)))

Bloody disse...

Bonita do caso 36 - também vou dar uma opinião pra ti:

"Não é pq é vc... é só pq eu não quero nada serio agora... bla bla bla.."

Pelo visto, você já percebeu que isso é um cânone masculino. Se a questão nunca é com a mulher, é com quem? Com o Cachorro? Com o Chacrinha?

Claro que a questão dele é com você e obviamente e principalmente com ele mesmo. Qual de nós nunca ouviu uma variação dessa frase? Homens com atitudes fofas nesse caso só nos fazem sentir que a culpa está em nós, quando isso é a pura incapacidade de ser direto e objetivo quanto as intenções.

Fora que assim ele vai ter o prazer de saber que você estará sempre em stand by.


Bonita do 37: É possível amar três pessoas ao mesmo tempo e também é possível terminar um namoro e recomeçar meses/anos depois, mas seria necessário muita maturidade. Quem é que tem né? Somos humanos e cheio de preconceitos e questões sociais/morais/sexuais e quanto mais ais você quiser.

Já escutei coisas como "ele me ama, pensa em mim todo dia, mas ...
" e sabe o que eu fiz?
Esperei sentada um ano a dor dele passar, até que percebi que era a mais nova forma masculina de não saber ser direto/ objetivo e dizer "acabou".
Mais uma maneira de nos fazer sentir culpa.
Nessa época pensei: Perdi "o amor da minha vida" Fxxxx.

Os anos passaram e agora tenho o mais novo "amor da minha vida". Versão 2.0. Acredite! Tudo passa!


Beijos a todas bonitas do blog!!!

Daniela disse...

Antes de colocar aqui qualquer comentário, gostaria de deixar bem claro que é impossível amar alguém antes de aprender a amar a si mesma (o). Mas o que é isso? Eu me amo!!! Desculpe, mas a realidade é que se vc realmente se amasse com certeza teria partido para outra sem pensar no que estaria "perdendo" ou deixando para trás. Nós não podemos mudar nosso passado, mas temos o dever de tomar as rédeas de nosso futuro e aprender com os erros que cometemos no passado.

Para ajudar no entendimento, passei exatamente por isso que vc está passando. Tive um relacionamento de 9 anos, isso mesmo, 9 anos (pois é, consegui escalar o patamar da imbecilidade!!!) com uma pessoa que não tinha absolutamente nada a ver comigo. Para os amigos ou família nós pareciamos o casal mais lindo do mundo, mas nosso mundo estava desmoronando. Coisas simples como gosto de levantar cedo e aproveitar o dia e ele gosta de levantar tarde e ficar com os amigos até tarde da noite é só um exemplo de nossos desentendimentos. Terminamos o namoro e eu AMARGUEI 2 ANOS só tentando me conhecer... Eu sobrevivi, conheci o outro lado de um relacionamento e ele até hoje, tenho certeza, não me tira da cabeça e pensa em mim todos os dias (o que é lamentável :O). Foi um processo de auto-conhecimento, os piores anos de minha vida, mas os melhores também, pois ficou marcado para sempre na minha história. (vou fazer um relato com carinho e postar para vcs)

Bom, voltando ao seu caso, não me leve a mal, mas vc precisa se amar mais, e quando digo se amar mais é não permitir que você mesma se coloque em situações em que vc precise se humilhar, se depreciar em favor de uma pessoa que não está te valorizando. Se ele gostasse mesmo de vc ELE não iria permitir que vc fizesse isso consigo mesma. Tire os holofotes de cima de vc e coloque para frente, para iluminar o seu caminho... Só assim sua luz vai brilhar. Saiba que vc não é a metade dele e ele a sua e que juntando dá 1 inteiro, mas num relacionamento a conta é diferente, 1+1=2. Você é importante, vc conta, seus sentimentos contam, suas vontades contam. Como vc mesma disse, vc teve um caso e ele nao aceita, mas ele tb teve um caso... E vc aceita? Onde estão seus valores?
Qual a solução? Bom, já disse, é um processo. Inicialmente vc precisa querer SAIR DESSA. Quando falo sair, é vc SOZINHA analisar o campo em que está pisando. A primeira coisa a fazer é o que eu chamo de "A LISTA". Pegue um pedaço de papel (é, vc vai escrever) e uma caneta (lápis não serve). Faça um risco no meio do papel de forma que vc tenha 2 colunas. Na primeira coluna coloque o simbolo (+) . Na segunda coluna coloque o simbolo (-). Comece a listar tudo o que vc acha positivo nele e tudo que vc acha negativo. Conte 1 ponto para cada ítem de ambas as listas. Faça a soma no final e veja o resultado. Seja realista e HONESTA com vc mesma quando for colocar as coisas na lista... Tipo, não gosto que ele vá jogar bola com os amigos e me deixa sozinha em casa (ponto negativo, óbvio). Se sua lista der mais negativo que positivo, não fique triste, se sinta motivada e completamente livre para tomar as rédeas de sua vida e ser feliz (foi o que eu fiz). Pode ter certeza que quando vc se curar da BAIXA ESTIMA, ele vai voltar correndo, porque vc vai começar a brilhar.

Sabe o que eu tirei do meu relacionamento de 9 anos? O significado puro da palavra HONESTIDADE e que primeiramente precisamos ser felizes conosco mesmo para depois fazer alguém feliz.