segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Falem com elas

Parafraseando um filme de Almodóvar (Fale com ela), venho por meio deste tornar público algo que é óbvio mas que alguns caras não enxergam: (quando o post começa a tomar ares militantes, tenham medo) a necessidade das mulheres de serem escutadas.
Não, não são só as mulheres que precisam de atenção, de conversas e blá blá blá, mas somos essencialmente NÓS que damos mais importância a isso. Simples: se acontece algo empolgante, que deu muito certo, ou algo que deu muito errado ou até se não aconteceu nada... nós falamos! Falamos umas com as outras, falamos coletivamente, ao mesmo tempo, atropelando letras, palavras, sentidos! Falamos com a melhor amiga, a mãe, com as paredes, com cachorro, gato, papagaio e periquito. Falamos sozinhaaaaas! Falamos com objetos inanimados, moribundos, amigos bêbados jogados em sofás... e ainda assim estamos lá, trocando a maior idéia. Falamos no tet-a-tet, sussurrando, falamos no ouvido, falamos gritando, berrando, chorando, nos decabelando. Falamos ao telefone... demasiadamente, na maioria dos casos. Falamos por sms, sms coletiva, aquelas de mandar a fofoca pra 4 amigas ao mesmo tempo! Falamos. Falamos agora via MSN e também pelos depoimentos do Orkut. Falamos que precisamos nos falar mais, porque nunca parece ser o suficiente. E alguém ousa argumentar contra isso? Até as menos comunicativas falam; seja escrevendo em cadernos, redigindo cartas que jamais enviarão ou fazendo poemas... Sim, nós falamos.
E só falamos porque precisamos ser escutadas, em alguns períodos mais, em outros um pouco menos, mas a necessidade sempre existe.
A Psicanálise surgiu assim: uma paciente do mestre de Freud, chamada Anna O. (han, han), cansada de ouvir suposições absurdas sobre seus problemas, um dia levantou e mandou ele fechar a matracada, cerrar o bico, calar a boca (assim, educadamente) e simplesmente OUVÍ-LA!
(deve ser engraçado mandar alguém calar a boca em alemão. Se souberem, leitoras, me ensinem!!).
Apesar de Anna O. ter mandado Breuer ficar quietinho, é legal frisarmos que não adianta muito escutar sem interagir, como se você tivesse em outra dimensão e só enxergasse a boquinha mexendo... nonono, tem que rolar devolutivas e tudo mais; caso contrário, não é uma conversa.
Bom, o objetivo do post é, além de mostrar que tagarelamos muito, expor o quanto isso é prezado por nós. Falar faz bem! Tem efeito catártico. Alivia o desespero, é um modo de festejar a alegria, de organizar sentimentos e pensamentos. É o que há de mais humano quando se trata de compartilhar. Afinal, um amigo bom de ouvido e de feedback, será sempre mantido.

Fica a dica pros bofes: escutem, conversem, dêem atenção (se não aparece outro que faz isso e daí tu dança)! Nada melhor que ter o “ouvido” das pessoas que gostamos. E também, saber inverter os papéis e escutar...

20 comentários:

Emblemática disse...

Eu falo de todas as maneiras que tu citou, falo demaaaaaaaaaais, com todo mundo, e até puxo papo com desconhecidos na rua!!! Hahaha!! Falo sozinha, msn, escrevo, falo muito mesmo!! O problema com o bofes é que tudo eles pensam ser uma DR!

beijos

Aline Kamaroff. disse...

Nossa é muito bom falar...
Ter quem escute, ah... isso sim é bom!!!
Imagina, vai trabalhar, quase atropela um motoqueiro, esquece o tag do pedágio em casa, é obrigada a parar, perde os dois minutos que restavam para entrar na faixa reversível, pega engarrafamento, chega atrasada , atura o chefe de mau humor, leva uma chamada por causa do atraso, na volta pega outro engarrafamento... Enfim, chega em casa e despeja tudo no ouvido do marido!!!

Loira e Morena disse...

Anna...concordo com tudooo!!
eu adoro falar e tenho necessidade de compartilhar de contar o q se passa, seja falando, seja escrevendo....rs

BEijocas da Loiraa

Nandinha Martins disse...

olhe so
comigo acontece o contrario...
os carinhas c qm me envolvo falam mais q o mundo e nunca sobra tempo p me escutar... ou seja, eles n reclamam q falo demais ( e todo mundo reclama kkk) mais eu reclamo deles....
xerinho
mt bom ser ouvida e lida

Afrodite disse...

Conhece o ditado:
"Quem não dá assistência,abre portas pra concorrência"...?
Esse ditado se encaixa como uma luva nesse texto sobre nossa relação com os homens!
Bjo!

Let´s disse...

E as psicólogas, sofredoras, que são vistas apenas como escuta, como videntes, como seres sem problemas e decifradoras de mentes, como aquelas que tem respostas para tudo. E aí quando chega a nossa vez de falar, cadê a escuta? Complicado. Psicóloga ou é deusa (capaz de tudo) ou é maluca, neurótica. Profissãozinha difícil.

Fersi disse...

hahaha
adorei! Homens que se calem. hoho
Quando eu resolvo falar, falo igual maritaca. E tem o blog também. Você falou por ele e acabou esquecendo.. hehehehe... ou foi eu que não vi?

Mas então.. Laxante líquido seria uma boa solução.. hehehe
Obrigada pela visita e pelo link.
Abraço.

Fersi disse...

ups.. agora que eu vi que o blog é coletivo.. que vacilo.

desconsidera meu comentário. foi pro blog errado.. ups.. falei demais...

Safa e Fada disse...

Gata!

Amo esse filme!

Sobre falar: EU SEMPRE FALO COM MEUS AMIGOS BEBADOS CAIDOS!

Eh bom que eu falo!

Andreas Ribeiro disse...

Let's as psicólogas q eu conheço falam mais que o bico tbm, né Anninha? huauhauha

Concordo com o texto, vocês falam demais... afffff uhauhauhauhauha
Ainda bem que sou um bom ouvinte... acho =P


Beijos
Andy

Gabi disse...

e se não escutar e por um acaso ahcarmos alguem que escute dança mesmo!!!

;)
bjos

Raquel El-Bachá disse...

Concordo com vc, Anna. Mulher adora falar e ser ouvida. Os homens precisam escutar mais, conversar mais e reclamar menos dessa necessidade que nós temos.
BEijos.

Bárbara disse...

Psicólogos gostam de falar, gostam de falar de tudo, principalmente de Psicologia... haushaushuasuas!
(eu sei bem como é... tenho uma psicóloga em casa, minha mãe).

O bom é saber ouvir e falar. Como uma típica mulher e estudante de comnunicação: eu falo muito e quase o tempo inteiro... :P Seeempre quero algum ouvido disponível... haha!

Mas gosto de ouvir também... é pra isso que temos dois ouvidos e uma boca.

=*

Atre disse...

pois é...escutar deveria ser a coisa MAIS normal do mundo...MUITO mais do que falar já que a gente escuta antes de conseguir organizar frases e soltar os verbos, adjetivos, interjeições....

e também porque temos DOIS ouvidos e UMA boca, mas acho que a gente fala MAIS do que escuta porque é do ser humano achar que o que acontece com ele é o MAIS importante, que suas idéias são sempre as melhores, que primeiro vem EU...depois EU...aí vem EU e laaaaaaaaaaaaaaa atrás na fila vem o que os OUTROS tem a dizer.

A gente até sabe quando ta falando MUITO, quando deveria ouvir MAIS. quando deveria CALAR A BOCA, mas é desobediente com os próprios alertas...costumamos ceder mais facilmente as ilusões do nosso EGO.

Por exemplo...eu sei há uns 500 toques atras que eu já devia ter encerrado esse comentário.....rsrs

DE MULHER PRA MULHER disse...

obrigada pela visita fiquei feliz com sua presença :)
volte sempre que quiser :0 a casa é sua
suave seja sempre!!
bjos..em seu coração
.
.
Sandrinha

Mulherzinha Sim! disse...

Sem dúvidas é muito bom quando há alguém para nos ouvir e, claro, para interagir.
E se tem uma coisa que eu odeio é quando eu conto algo para o bofe e depois ele não lembra. Como assim não lembra? Então, não deu atenção!!! rsrsrsrs

Beijos

Drunken Alina disse...

Se tem uma qualidade que sobressai em mim, é ser boa ouvinte.
Eu ouço pra caramba.
E me frustro pra caramba também, pq quando é a MINHA VEZ de falar, algumas pessoas que eu CANSEI DE ESCUTAR parecem não dar muita importância.
Mas toda quarta é dia de ir pro bar com uma amiga que fala pelos cotovelos, mas também me ouve =)
Toda quarta, religiosamente.
Falar é ótemooo!

Beijão!!!!!!

Renata - Mulheres Separadas disse...

Falar muito? Não sei bem o que é isso, pois quando começo a falar, não paro e não deixo mais ninguém falar. hehehe

Felipe Francesco disse...

É uma coisa que eu concordo com o post é q vc's falam mesmo! hehehe...

Eu acho q sou um bom ouvinte e até interajo bem, mas de fato, não falo mto. E aí vem o lado de vc's entenderem q para mtos de nós falar não é tão importante assim, e talvez, pelo menos no meu caso, mtas vezes é melhor ouvir vc's falando...

Marie Curie disse...

Eu adooor falar, mas sinto uma certa dificuldade em me expressar. Assim, acabo falando muuuito mais, querendo deixar tudo muito claro! Ô medo de ser mal interpretada! E é importante pra mim saber o que o outro está pensando, afinal, saber o que o outro pensa é fundamental pra saber se estou me fazendo entender. Entendeu, gente?

Bjus!