sábado, 13 de setembro de 2008

Paixonites (você existe, eu sei)

A INTERPRETAÇÃO CRETINA da vez vem mais melosa do que de costume. Biquíni Cavadão, e uma música que fala sobre como acreditando que existe alguém pra nós, idealizamos, imaginamos e até nos apaixonamos antes de conhecer sequer o infeliz. Duvida?


Há tanto tempo venho procurando
Venho te chamando
Você existe, eu sei
Nos momentos de solidão que começamos a construir em nossas mentes a imagem da pessoa que gostaríamos de ter ao nosso lado. E juntamos aspectos da personalidade desejada com características físicas que consideramos agradáveis, nosso fetiches básicos, o estilão e tudo mais.

Em algum lugar do mundo você vive
Vive como eu
Onde eu ainda não fui
E aí, no ápice da neurose-carente-degenerativa pensamos onde essa pessoa mora, em qual buraco do mundo ela se esconde e por que é tão difícil achá-la.

Como é o seu rosto?
Qual é o gosto que eu nunca senti?
Qual é o seu telefone?
Qual é o nome que eu nunca chamei?
Eu não falei? Ó aí, ta imaginando o rosto, o gosto do beijo, quer o telefone, MSN e o nome pra botar no Google.

Se eu esbarrei na rua com você
E não te vi meu amor
Como poderia saber?
Já pensou se você deixou a pessoa escapar? Desviou os olhos dela, ignorou ou tava num dia enfezadinho e só viu um vulto? Essa é a fase da culpa-carente-degenerativa.

Tanta gente que eu conheci
Não me encontrei só me perdi
Amo o que eu não sei de você
Essa última frase “amo o que não sei de você” é sábia, coisa digna de mestre Yoda. A gente ama o que desconhece, o que é mistério, como diz um professor meu. A medida em que nos revelamos, nos arreganhamos emocionalmente, somos lugar-comum, conhecido, dominado, selado, carimbado se quiser voar... o interesse perde-se. O.k, mas também não viremos esfinges...

Como é o seu rosto?
Qual é o gosto que eu nunca senti?
Qual é o seu telefone?
Qual é o nome que eu nunca chamei?
Fala sério, se soubéssemos tudo isso seria tão fácil. Mas perderia a graça. Não teríamos envolvimentos sem nexo, amores Express, furadas emocionais nem mal de ex pra falar. Seria muito sem graça.

Sei que você pode estar me ouvindo
Ou pode até estar dormindo
Do acaso eu não sei
Pior é pensar que pode estar dormindo acompanhado. Ahhahahha. Ta foi tosca, não falo mais.

Talvez veja o futuro em seus olhos
Pelo seu jeito de me olhar,
Como reconhecerei você?
Eis o ponto crítico: como reconhecer a pessoa certa, aquela que tanto idealizamos, desejamos, tanto “amos”...? Como?
O problema é que cada envolvimento mais sério parece ser AQUELE. Que cada pessoa pela qual nos apaixonamos parece ser aquela em que vemos nosso futuro nos olhos.
Só me resta desejar a todo mundo que consiga, pelo menos uma vez na vida, isso. E que saiba reconhecer o mesmo caminho em outros olhos, e outros, e tantos quantos for necessário para que se encontre um onde a teimosia fale mais alto.



Ta meloso, mas é uma das músicas que eu mais gosto, poxa!

Você existe, eu sei – Biquíni Cavadão

Créditos:
http://letras.terra.com.br/biquini-cavadao/44610/

17 comentários:

canseidexuxu disse...

Hahaha, colocar o nome no Google foi ótima! :)

Mas descrevesse muito bem a busca pela pessoa certa... A vida amorosa serve pra quebrar a cara, amadurecer, crescer, se conhecer até encontrar a pessoa certa (se não for a primeira, de cara).

Acredito que tudo acontece na hora certa...

Beijos!
Xu

Paty disse...

Hey Anna Oh!
Nem sei muito o que dizer da interpretação, só que combina bastante comigo, e que eu gostei!
E realmente, não teria graça se não idealizassemos a pessoa perfeita para depois quebrarmos a cara. A vida seria muito parada.

"Amo o que eu não sei de você" Adorei isso!

O blog continua lindo, como sempre!

Beijinhos!

Máah Castro disse...

" culpa-carente-degenerativa."

shaushaushaushuas, essa foi a melhor coisa que eu li hoje, fala serio quem nunca se sentiu culpado por uma desiusão amorosa?
adoreei!

Quase Trinta disse...

ahhhhhhhhhhhhhhh....... pq essa paixão não vem me buscar?? rs

Olirum disse...

Amar é bom demais! Só que qnd acaba é muito ruim!
=//

bjs

Drêycka disse...

nussa!
mó deprê... mas pior q isso acontece msm!

buaaaaaaaa

Lekkerding. disse...

Olá, Doutores do Divã!
Acho que não avisei! Nunca é tarde, haha...
Dei um prêmio pra vocês.
http://lekkerdingyaya.blogspot.com/2008/09/eu-tenho-voc-no-tem-r-r-r.html

Beijos

Juhred disse...

Aiiii que música lindaaaa
*_* ... Acho que isso ai ja aconteceu com meio mundoo jaaa!
Beeijos

Camilla disse...

Ahhhh eu acho essa música uma graça!!

Ana Julia disse...

Adooooro Biquini Cavadão!
Tomara que eu reconheça meu amor!!!

bjos!!!

Marie Curie disse...

Eu sempre achei que ess coisa de pensar em cara perfeito é um saco! Não que eu não fizesse, é claro que já tive paixonites, muitas, mas ô sofrimento! Pensava o que seria de mim se o amor da minha vida morasse no timbuktu, aquele cara que é o meu número! Como eu o encontraria? O que fazer? Como reconhecer? Aaah! Não gente. É demais para uma pessoa neurótica que nem eu, hahaha!

Adrenalina disse...

"(...)Eis o ponto crítico: como reconhecer a pessoa certa, aquela que tanto idealizamos, desejamos, tanto “amos”...? Como?"

Caraaaaaaa, eu me pergunto sempre isso, nossa!!!!

Beeeijos, cartilha atualizado!

MELISSA S disse...

É iss aí. Uma boa dose de ilusão pra paixão acontecer... Bjs, Mel

Mariana Valente disse...

Ai Anna... perfeito não encontraremos nunca, mas sempre imaginamos aquelas determinadas características que a pessoa tem que ter né? não caracteristicas externas, claro... (mas se bem que um magrelo me ganha ai ai)

essa música é linda, a interpretação tbm foi... e ficadica pra quem não conhece o macete de procurar no google... isso é muuuuuuito esclarecedor!!!

E eu cansei de amores express... faz mal pra gastrite que nem o cafezinho...

beijos!

Andreas Ribeiro disse...

Pois é... já diria a Pitty "Eu estava ali o tempo todo, só vc não viu"

E como saber??? não sabemos!!! mas podemos tentar!!!

Mandou bem anninha!!

Bjoss
Andy

*•·• -=|KÅ®ÎÑÅ|=- •·•* disse...

Amooooooooo essa música tbm... conheci ela quando tinha 12 ou 13 aninhos... hsuasauhusahusa

S2

Anna Oh! disse...

Respondendo:

CANSEIDEXUXU:e eu q achava que usar o Google pros assuntos do coração fosse uma mera neurose minha.... conheci várias garotas que usam a tecnologia a favor das pesquisas amorosas... hohohho.
Pois é, tem o momento certo sim, tb acredito nisso. Não como algo determinista, mas tem mto de relação com a disposição interna da pessoa pra se apaixonar.

PATY: Thanx, moça! POis é, e a idealização faz parte daquela sensação de "completude" que temos qdo estamos com a pessoa amada, né?

MÁAH CASTRO: huahauahaua, pois é, maldita culpa!

QUASE TRINTA: Ah, paixões demoradas... ó, eu reclamava q a minha não vinha, e qdo veio resolveu me dar uma dor-de-cabeça, aiai.. mas é bom, ainda assim é bom.

OLIRUM: pois é, qdo acaba decepciona um pouco, msm a gente sabendo q tudo acaba uma hr.

DRÊYCKA: é, sonhar a distância e sozinho é meio deprê msm.

LEKKERDING: Adorei o presente e já tá incluído com os outros selos. Obrigada!

JUHRED: hahahahaa, pior q acontece messsmo!

CAMILLA: nem preciso falar q eu adooooro, né?

ANA JÚLIA: Acho q a gente reconhece sim, mesmo q seja um amor momentâneo, a gente reconhece. E se acabar, a gente acha o próximo!

MARIE: no, sem neuras... sonhar é bom, mas se perder nos sonhos é demais. Eu tb mantenho os pés no chão pra não mergulhar na neura.

ADRENALINA: Adorei o Cartilhaaaa =)
como a gente reconhece? Acho q a atração entre pessoas ajuda mto, faz com que acabemos dando mais sinais.

MELISSA S: pq sem ilusão, tudo fica meio insoso, né?

MARIANA VALENTE: ah, eu gosto dos express pra dar uma acordada... hauaahauahauhauahau.
Santo Google q tira meu sonoooo!

ANDREAS: ownnnnnn, pois é, xuxu, como ver quem está lá?

KARINA: é lindíssima essa música, e nem sabia q ela tinha um bom tempo d lançada. Escuto bastante no rádio =)

Bjões e obrigada pelos comentários!