domingo, 17 de agosto de 2008

Manual da Groupie - vol.1

Hey, girls! Antes de começar a dissertar sobre o Manual da Groupie, esclareço que toda e qualquer mulher tem direito a ser fã, tiete, chiliquenta por quem bem entender! E, apesar de a maioria das groupies ser novinha, de 10 a 22 anos, podemos ser groupies seeempre! Pra sempre! Minha mãe é groupie do Queen (sim, podemos ser groupies de falecidos), uma conhecida é do George Michael, meu tio é da Madonna; amiga minha, do Pearl Jam, e por aí vai...
Sobre minha experiência pessoal no assunto, foram anos namorando baixistas, guitarristas, bateiristas, tocadores de flauta, triângulo, reco-reco e tudo mais. Dos 13 aos 17 anos freqüentando shows cover e flertando com músicos; dos 17 em diante peregrinando em shows gratuitos e paquerando bastante. Freqüentei uma escola de música por 4 anos, nos quais eu fingia que tocava piano e cantava no coral. Cultivei amigos músicos, agüentei muitos caras aprendendo a tocar violão por revistinha e se mostrando realizados quando conseguiam tirar o comecinho de Stairway to heaven ou Come as you are. Além disso, fui assídua freqüentadora de um inferninho de rock que havia no ABC, compradora de camisetas de banda e adepta ao estilo roqueira pseudo-gótica por muitos anos.
Lápis preto nos olhos e vamos lá! Groupie que é groupie deve manjar daquilo que gosta. Portanto, o negócio é saber a história da banda, das músicas, dos músicos e saber as letras e traduções pelo menos. A internet ta aí pra isso...
Groupie que é groupie anda em bando, tem amigas groupies de um mesmo gênero musical; vestem-se de um modo parecido, mas com sutis diferenças... geralmente uma tem a cor do cabelo diferente da outra heehheeheheh.
Groupie que é groupie sabe conversar com os músicos! Puxa papo, ganha palheta/baqueta e até música dedicada a ela (eu já ganhei umas três!). Groupie tem conteúdo, viu?
Uma boa groupie escolhe seu alvo parecido com o ídolo que ela tem; exemplifiquemos: se a guria é groupie do Nirvana (era do que éramos groupies no meu tempo), óbvio que o garoto escolhido parecerá com o Kurt Cobain – o que não é lá muita vantagem, mas ta valendo.
Groupies agüentam firme em cima de seus coturnos/all star! Algumas aderem aos porres de Duelo, e sexo em camarins (minúsculos por sinal), beijação de bandas todas (bandas de uns 9 caras, tipo Titãs hahahaaah) e espancamento proposital de ooooutras groupies sob o pretexto de que – estavam dançando; -era um bate-cabeça inocente. Sei...
A groupie tem cds, empresta, faz um intercâmbio musical até com desconhecidos e, assim, faz novos contatos. A groupie do Led Zeppelin gama nas calças apertadas dos rapazes (uma d-e-l-í-c-i-a!) ; a groupie grunge, na camisa xadrez; as groupies emos, pelo que tenho explorado antropologicamente, pelo posicionamento da franja e all star converse do rapaz.
O mundo das groupies é maravilhoso; fazem amigas, amigos, exploram uma banda de cabo a rabo e ficam experts no assunto; são migrações constantes pra Galeria do Rock (aqui em SP), inferninhos com acústica terrível que deixam seus ouvidos zumbindo por uns 3 dias, paqueras musicalizados e bonitões.
O alerta é: um homem em cima de um palco (ainda que seja de um festival do colégio) se sente um Deus; portanto, não se submeta ao ego inflado do seu pretê-musical.
Ah, outra coisa: se você for promovida a namorada de músico... certamente será usada como roadie também!! heheheheheh

Ps: ainda não entendi seu meu texto é uma sátira ou um manual mesmo, mas tá valendo!

28 comentários:

Mulherzinha Sim! disse...

Anna, o teste já está no ar. Passa lá no blog, fofa.

Beijos

__________ * _________

Mulherzinha Sim!

Relata as aventuras de mulheres bonitas, independentes, profissionais de sucesso em suas carreiras e à procura de um grande amor. Ou pelo menos, um Homem para chamar de Seu!

Filosofias de botequim sobre namoros, ficantes, amizade colorida, comportamento e tudo o mais relacionado a esta atmosfera terão vez aqui.A idéia é abstrair um pouco das mazelas de ser solteira, dos homens que encontramos por aí e dar risada ou palpites de coisas que só nós, mulheres, vivenciamos e entendemos.

Lays Melo disse...

"Minha mãe é groupie do Queen"

Sua Mãe tem bom gosto.
I love Freddie Mercury!

Beijos

Marie Curie disse...

Hahaha, acho que é um manual satírico! Eu mesma sou groupie do Elvis, geeente, como aquele homem era demais! Só ele tinha que sair correndo no meio de uma música para evitar que as fãs invadissem o palco e o atacassem! Pois é, esse negócio de groupie é engraçado mesmo, eu odiava ser groupies dos meus ex! O ego deles é enorrrme, como bem citado por vc, querida Anna! E pegar aquela fase em que eles estão aprendendoé dose tb, hahaha! Eu ficava com raiva pq não escutava nenhuma música direito, nenhuma até o fim!
Bjões cara Anna!

canseidexuxu disse...

Hahaha, é os dois! Muito bom!

Nunca fui fã de carteirinha por alguém e sempre senti falta disso... Mas já que nunca é tarde pra encontrar a groupie dentro de vc, tá valendo ainda neh? :)

Beijão
Xu

Bem Resolvida disse...

esse texto me lembrou um filme :
quase famosos (almost famous). Se vc ainda não viu...veja!!Vai se identificar...rs E vale mesmo apena, é um dos meus filmes preferidos.

Eu nunca fui groupie, eu era "clubber". Tinha cabelo azul, usava roupas e tenis dos mais coloridos e estranhos e andava com gays elésbicas do mundo eletrônico.

Aliás, vim te convidar pra ouvir minhas músicas dessa época eletro da minha vida. Postei os links pras músicas...

bjs!!

Luana ;) disse...

Eu já fui groupie de tanta gente que acho que nunca fui groupie de verdade!
Meu pai é músico, então acho que (meio na obrigação), sou groupie dele! hehe
beeijos!

Danielle Mística disse...

Ah, pois eu já passei dos 30 (tenho 33) e continuo tietando. Fiz em julho com o Cachorro Grande. Azar para o povo blase, eu quero mais é tirar uma casquinha :P

Andreas Ribeiro disse...

Irmão pra Anna O., "Eu não tenho nenhuma garota, o que eu faço?"
Anna responde "vai tocar algum instrumento, oras"
uhahuahuauhahuauhauhua
essa coisa de groupie é osso...
to precisando aprender algo uhauhauhauha

haha zueira... não tenho talento pra coisa =P

Bjos

De FDP todo mundo tem um pouco disse...

nunca fui tiete de alguem ;x

rs

Olirum disse...

Não vejo necessidade de alguém ser tão viciado em alguém a ponto de viver em função desse alguém.
Por exemplo, uma banda foda vai fazer show em várias cidade do Brasil, algum idiota (só pode ser chamado assim) vai a todos os shows!!!
Isso pra mim é falta do que fazer, rs.
Gostei do blog.
Vamos nos linkar?
bjs

Lisa disse...

adorei o "Freqüentei uma escola de música por 4 anos, nos quais eu fingia que tocava piano e cantava no coral." genial!

teaguentanosalto disse...

Esses dias mesmo vi um filme falando de duas groupies, com duas atrizes bem conhecidas.. mas como tenho memória só pra bonito, nao lembro do nome de ambos huahauauh
respeito quem é, mas to longe de ser isso aí huahauauh
http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=13691649631235072858 se tiveres orkut, da uma passada no nosso
beijao querida, L.

Mulherzinha Sim! disse...

Que bom que você achou o teste coerente!!! hehe
Ah, vi no seu perfil que você gosta da Clarice Lispector... Tem uns textos dela lá no meu blog de quando ela escrevia coluna femina.

Beijos

Mulherzinha Sim! disse...

Voltei para agradecer também as visitas de Marie Curie. Adoro³ visitas!

Mariana Valente disse...

Eu tbm amo Queen!!!!!! \o/

Já tive a minha fase groupie também de uma banda lá da minha cidade... O guitarrista era o músico mais lindo (e mais galinha) de toda a região... Eu até viajava junto com a banda de vez em quando... Ahhhh boa época, hahahahaha... Sabia a set list de cor, até as músicas feitas por eles... mas nunca fui roadie nao, no máximo eu ficava na bilheteria vendendo os ingressos dos shows ahauhauhauahuahauhauha

Também já quase namorei o guitarrista de uma banda de punk rock mas a mãe dele melou o esquema... Depois faço um post sobre isso!!!

Beijoks

Carrie disse...

eu já fui groupie!
primeiro dos Guns n' roses, depois (pasmem) do Mauricio Manieri a ponto de só parar de persegui-lo quando ele me reconheceu, e por fim do Capital Inicial.

Ultimamente vinha sendo groupie da banda do meu próprio namorado, mas a vida de groupie é muito injusta e nem sempre "seu esforço" é reconhecido, então cansei!

belo texto. parabéns!

Bjinhus

Rosa Canela disse...

Aiii Anna ...axo que este texto me causou um trauma ...eu nunca fui Grupie ...e nem tenhu aquele cantor/Ator pelo qual eu morreria...axo legal alguns mais nada que me faça nem pensar em me vestir igual ...aiiiii axo que eu não sou normallll

buáaaaaaaaaa

Alguém tem o tel de um analista ai pra passar ...???

beijossssssss

amooooooo seus textos ...hehe

Rosa

Drunken Alina disse...

hahaha!
Esse post é a minha cara!
Na minha adolescência fui fã do Hanson ; fazia absurdos por eles.
Quando vieram ao Brasil, persegui-os em TODOS os lugares que foram, consegui conhece-los, apareci na televisão... fiquei sendo uma groupie bem famosa ,hehehe!
Também sou muuuito fã dos Ramones e consegui conhecer o CJ .
Sou fã de rock eternamente, já encarei muitos festivais exaustivos, já peguei muita grana que não podia gastar para perseguir meus alvos... sempre foi mesmo muito divertido!

Quem famosão vc conseguiu perseguir?
ADORO esse assunto!

Bjus!!!

Cecília disse...

Genteeeeeeeeee, eu acho que não fui groupie. Até porque groupie do interior, da banda da escola, é meio lama né! rsrsrs
Mas a atração por bateristas existe e é forte, viu! Também tenho lá minhas músicas dedicadas e as baquetinhas!!!! Ah que saudadiiiii!!!

Garotas de Vinte e Poucos disse...

eu já fui tiete, e mto! Já tive a fase de músicos, de jogadores de futebol, de cdfs.... cada um na sua, cada uma numa certa idade. Hj acho que não seria mais, nào cairia mais nessa, mas nào me arrepende de nada!!!!

Big beijo

*lala*

Juliana Dacoregio disse...

Você foi groupie mesmo hein!!!! Agora tem que contar as histórias quentes de sexo nos camarins! hehe
beijos

Jana disse...

Menina, esse mundo não me pertece kkkkkkk

beijo

Anna Oh! disse...

Carrie: Maurício Manieri foi revelação, hein?? Huahauahauahau

Drunken Alina: olha, não eram famosos, eu ia mto em shows cover, então eram os rapazes pseudo-famosos. Tb teve um ou outro cara d banda d escola, depois vieram os namorados músicos em série... hehehehe eu sou tiete de carteirinha da Alanis, mas não chego a ser groupie (se bem q teve cada formação da banda dela q eu morria qdo via os caras, lindos, d verdade! E ótimos no instrumento), tb tive minha época de fissura no Red Hot Chili Peppers, especialmente no Anthony Kiedis...

Meninas, obrigada pelos comentários!
Quem nunca foi groupie, não se preocupe,não precisa de analista não... conheço mta gente que não tem essa veia tiete, é normal.

Mas que é uma delícia tê-la, ah é!

=)

*Dulce Herrera* disse...

Ser groupie é praticamente minha filosofia de vida!!
Mi filosofia y mi religion...
[tá ngm entendeu -fato]

Bom, com 12 anos, eu era completamente looca pelos Backstreet Boys...
Com 15, troquei o Bsb pelo Guns, fui groupie do Guns até uns 19 anos

E hoje eu num preciso nem dizer qual é o ar q eu respiro né...
o Rbd

Qru ver todo mundo da Macha do Rbd na Paulista, dia 23, as 15:00 hrs em frente o Masp!

Rose disse...

Sou do tipo Groupe que finje pros namorados que só vai tirar foto com os caras pq gosta do som deles...pior eles acreditam...mas não posso ver um homem em cima do palco,dá uma coisa quero logo ficar...e se for baixista...

Cinderela Compulsiva disse...

Se vc for promovida a namorada, vai TER QUE aturar as outras groupies! Isso é fato.

Katia disse...

Adorei esse post!
Fui groupie da banda do meu marido por longos 8 anos, hoje já vai 22 anos. Tbm fui roadie, maquiadora, manobrista, entregadora de pizza uma infinidade de coisas q uma banda precisa e pega quem está a mão.História de sexo são poucas, mas sempre com o mesmo cara, hoje o marido rs. Ele continua no meio da música, não é detentor da fama, mas divide os louros, está sempre junto com "os caras" e fico impressionada com o q a mulherada está disposta a fazer pra chegar no artista, é competição do tipo vale tudo. Ex.: roadie feio vira principe com direito a casquinha e tudo; iluminador vira 'amor eterno'...tudo isso por um passe livre ao camarim e uma foto ao lado do ídolo. Eu dou muita risada, pq o povo braçal dos shows é quem acaba 'pegando' todas, já os artistas de fato são muito seletivos, quebram o galho da equipe pq ja sabem o crédito q eles terão, pagam de simpáticos, tiram fotos e dispensam a fã q fica disponível para a equipe toda... pior ELA acha q esta arrasando, ficou 'intima', virou família. Enfim... cada macaco no seu galho. Eu aqui do meu continuo me divertindo..rs

Katia disse...

Adorei esse post!
Fui groupie da banda do meu marido por longos 8 anos, hoje já vai 22 anos. Tbm fui roadie, maquiadora, manobrista, entregadora de pizza uma infinidade de coisas q uma banda precisa e pega quem está a mão.História de sexo são poucas, mas sempre com o mesmo cara, hoje o marido rs. Ele continua no meio da música, não é detentor da fama, mas divide os louros, está sempre junto com "os caras" e fico impressionada com o q a mulherada está disposta a fazer pra chegar no artista, é competição do tipo vale tudo. Ex.: roadie feio vira principe com direito a casquinha e tudo; iluminador vira 'amor eterno'...tudo isso por um passe livre ao camarim e uma foto ao lado do ídolo. Eu dou muita risada, pq o povo braçal dos shows é quem acaba 'pegando' todas, já os artistas de fato são muito seletivos, quebram o galho da equipe pq ja sabem o crédito q eles terão, pagam de simpáticos, tiram fotos e dispensam a fã q fica disponível para a equipe toda... pior ELA acha q esta arrasando, ficou 'intima', virou família. Enfim... cada macaco no seu galho. Eu aqui do meu continuo me divertindo..rs