quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Fé feminina

Admiro muitas coisas em nosso comportamento, muitas mesmo! Por mais que uma mulher seja diferente da outra, que haja discrepâncias regionais, de temperamento, de visões de mundo... algumas características parecem intrínsecas à natureza feminina.
Uma delas é a fé; a mulher, quando acredita, acredita mesmo! Não falo de fé religiosa, mas na esperança alimentada frente a certas coisas. Exponho abaixo algumas nuances de nossa teimosia, ops, fé:

+ A fé na moda
Aquela peça que estava super em alta há pouco tempo atrás e que você adorava saiu de moda... saiu não, virou coisa breguíssima, porque as revistas tem um prazer sádico em escrachar as coisas que usávamos com orgulho na última estação! Daí, na hora de organizar o armário, a roupa olha pra você, você olha pra roupa e rola uma dó desgraçada de dar ou jogar fora; e... tchan tchan tchan tchan!... você tem um insight, recebe uma iluminação divina e pensa “essa moda pode voltar!” e guarda a bonita.
Assim falou minha mãe, em meados dos anos oitenta para o seu blazer de oncinha com ombreiras bizarras e as meias de lurex (e o pior foi que isso tudo voltou... ahahahhaa)
Assim farei eu um dia com as bolsas gigantes e minhas sapatilhas. É o ciclo da vida, da natureza, da moda!

+ Fé na mutação corporal
Guardamos aquela peça preferida, a calça que não serve mais, que está muito larga, muito apertada, a blusa que mal passa pelo busto ou aquela que deixa um “vazio” enorme no decote, o vestido de grávida, o vestido de formatura de dez anos atrás, tudo porque acreditamos que um dia... nosso corpo voltará a ser o que era. Cada mulher alimenta algumas especialidades dessa estranha fé: vou engordar/emagrecer/engravidar/engordar-aqui-e-emagrecer-ali/ emagrecer-ali-e-engordar aqui. E assim, o armário é alimentado por esperanças.

+ Fé na mutação das roupas
“Como? Mas eu adorei esse sapato, ele tem que me servir!”, e lá vamos nós, comprando sapatos/roupas menores e acreditando que elas vão lassear! Ou aquelas graaandes, “mas lavando ela diminui”! Pílulas da Alice nelas!

+ Fé na mutação masculina
Ele é porcão, escarra e coça o saco? Ou é engomadinho demais e fresco? Ou ainda, é meio psicótico, dá chiliquinho e tals? Trai compulsivamente? Fala cuspindo? Bebe, vive chapado, fuma e chuta o cachorro? “Ahhhhhhh... mas eu acredito, ele vai mudar!”
E a gente adere à causa muitas e muitas vezes; a gente se joga de cabeça na esperança, querendo “reformar” o cara, eliminar aquela pequena característica desastrosa que tira nossa paciência. Vamos lá, se você tem um case de sucesso nesse empreendimento, conte para o Divã. Eu, sinceramente acho as roupas da estação passada um melhor investimento.

+ Fé nas gororobas cosméticas
Creme redutor de medidas, redutor de celulite, de cutículas, creme de hidratação, de restauração, reparador de pontas, loção facial. Tônico capilar, amolecedor de cravos, máscaras de frutas diversas e com cheirinhos, adesivos que arrancam cravos, adstringente, esfoliante, hidratante, creme para olheiras, para os pés, as mãos, para as “marcas de expressão”, para pele sensível, oleosa, seca, mista! E, cada gororoba adquirida, cada gororoba passada nos dá a sensação de mudança. Acreditamos no que cada rótulo de potinho nos diz! (mais do que acreditamos em alguns caras... ahahahahah)

14 comentários:

Carrie disse...

aahahaha
eu mantenho todas essas..rs
engraçado como ~podemos ser tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo!
com certeza, muitas se identificarão!

beijos

Carrie*

canseidexuxu disse...

Hahaha, muito bom!!!

É bem assim... Fé demais ou adoramos nos enganar!
Perfeito o texto!

Beijos
Xu

Barbara Semerene disse...

UAU, profissa o seu blog! Amei. Beijos

Anna disse...

Eu nunca consigo limpar meu guarda-roupa definitivamente. Muitas vezes eu - com muita dor no coração - tiro umas 5 peças e deixo todo o resto, um dia volta. (:
beijos, ótimo blog

Samira (Milora) disse...

Eu acredito em tudo isso, menos... em gororobas haha.

=*

Andreas Ribeiro disse...

hahahaha

Depois q eu disse q vcs são porta-pó

=P

Úniica e exclusiiva disse...

Me identifiquei ... porém, me desfaço do meu quarda-roupa como me desfaço dos meus amores -desculpe, Andreas, peça rara de se ver-. Oq passou passou ...

Bjs únicos e exclusivos :*

Meninas Má.Com disse...

Adorei a tese da fé feminina.
A fé na mutação masculina tá hilaria!
HAUSHASUAHSUASHAUSHASUAHU

Visita constante desde já!
Até...

. Bäd Döll .

Mariana Valente disse...

realmente Anna... somos unidas nessa aspecto inerente de sempre termos fé... Meu guarda roupa que o diga! Quando fui fazer minha mudança, só podia levar o essencial (senão pagava o excesso de bagagem) eu vi quanta tranqueira eu tinha guardada do armário... Têm coisas que eu não jogo por dó, pelas lembranças que representam e tudo o mais... Agora o que mudei nesses últimos tempos foi a fé nos mocinhos safadinhos... Estou mais descrente que esses vão tomar jeito e tô tentando levar menos pancadas e dar mais atenção a quem mereça!!!

E eu juro que já comecei a escrever o caso pra contar pro Divã...

Beijinhos

Boneca de Cera 85 disse...

A nossa fé é mesmo INABALAVEL!

eu não sei como passei tanto tempo sem esse blog, ai eu finalmente achei, e quando achei! fiquei sem o pc! DROGA! mas ok ok, passou e eu to de volta! UFA! agora vou aqui ler tudo o que eu perdi!!! BEIJOS

Renata disse...

Adorei a fé nas gororobas cosméticas. bjs, Re

Marie Curie disse...

Anna, querida, eu sei que você excluiu a fé religiosa, mas eu acho interessante como fatos de relembrar das nossas mães e avós a fé de que se elas não casassem, já era! Iam virar solteironas e cuidar dos filhos dos outros! Essa fé era seguida da fé no santo casamenteiro,e gente! Quanta coisa o pobre sofria! Roubavam o menino dele, botavam de ponta cabeça, no freezer, dentro do copo d'água, gente! Era tortura total! hahahha

iara disse...

amei os mones dados a essas estranhas doenças psicológicas que assolam noso dia, nosso banheiro, nosso armário..nossa vida...
mas a fé na mutação masculina eu conheço como complexo de engenheira...toda mulher acha que vai mudar o cara...
e vai!!!!
NOT!

Máah Castro disse...

Adoreeei o texto, é realmente o que todo mundo ((feminino)) faz...
eu pelo menos cansei de contar quantas vezes já guardei uma peça qualquer que todo mundo dizia que nunca iria voltar
hsauhsuashuas

Perfeitooo *---*