segunda-feira, 2 de junho de 2008

Companheiro dessa minha melancolia

Nos momentos de frio, carência, para a alegria e para a tristeza... ele está sempre presente. Branco, preto, meio amargo, aerado, com licor, cereja, morango; nas formas mais criativas e com infinitos recheios: ele é nosso companheiro, o chocolate.
Em uma caça na internet (no final tem todos os créditos) fiz um apanhado sobre esse companheiro de dias e noites. O melhor amigo da mulher.
Dizem que seu nome original – Theobroma – vem do grego, e significa “alimento dos deuses”. Os astecas e maias veneravam um deus ligado ao cacau, e o alimento era ingerido em rituais sagrados; o cacau demorou para cair no gosto dos europeus, sendo usado como moeda por algum tempo. Com o desenvolvimento de maquinários, tomaram forma aproximada da que tem hoje e passaram a ter uma distribuição em grande escala. Bonito, né?
A produção de chocolates tem crescido muito e seu consumo se estende das baixas classes com modelos populares e simples até os refinados e absurdamente caros. Apesar de não se tratar de um tema unicamente feminino (conheço muitos homens chocólatras), creio que cabe muito bem no contexto de um blog feminino abordar a questão da dependência de chocolate.
A raiz da dependência se encontra no prazer; jamais uma pessoa adquire a dicção em algo que não proporciona sensações agradáveis e de relaxamento. Sendo assim, a química do chocolate tem uma porrada de elementos que:
a) nosso organismo produz naturalmente
b) além disso, são componentes de anti-depressivos, tranqüilizantes e até energéticos.... huuum.
Vamos lá:
“O chocolate contém vários componentes biologicamente ativos (metilxantinas, aminas biogênicas e ácidos graxos similares aos da cannabis)”;
“a anandamina, um tipo de gordura que ativa os receptores químicos cerebrais. As pesquisas concluíram que uma barra de chocolate pode produzir uma sensação leve de bem estar”;
“substâncias estimulantes como a cafeína e a teobromina”;

(até aí eu não manjo nada dessas substâncias – sim, eu esqueci toda matéria de Neuro!)

“o chocolate tem efeitos sobre a serotonina e a dopamina cerebrais”
Essas aí eu já manjo; estão em nosso organismo, nas sensações de prazer, bem-estar, relaxamento; regulam humor, e, segundo o site, comportamos compulsivos.... huuuum

Um aspecto muito bom é que o chocolate interfere na produção de antioxidantes, aquelas coisas maravilhosas que fazem com que a gente demore pra envelhecer; explicando melhor, eles regulam a produção dos radicais-livres, que seriam o lado negro da força.

Outro trecho legal: “O chocolate pode ser usado por alguns como uma forma de automedicação para deficiências dietéticas (eg, magnésio) ou equilibrar baixos níveis de neurotransmissores envolvidos na regulação do humor, apetite, e comportamentos compulsivos.”.

Uma autora suspeita que a preferência feminina e a quantidade de vezes que nós recorremos ao chocolate mantêm uma íntima relação com nossas constantes flutuações de humor. Não sei se concordo, mas que a dependência do chocolate está associada a todas suas sensações agradáveis e benéficas, ah, isso tem. E também deve ter lá seu elo com as frustrações que sofremos, crises de carência, desânimo e TPM.

Quem nunca comeu chocolates enquanto chorava?
Era época de páscoa, e eu andava meio jururu... peguei uma banda do ovo de páscoa (de tamanho considerável, pra justificar minha culpa depois) e fui pro quarto. Fiquei lá, vendo documentário de bicho, chorando e devorando o querido. É até engraçado lembrar.

Mas também já fiz boas brincadeiras com chocolate... hummmmmmmmmmmm

Amigo de todas as horas.


Créditos:

http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=4140&ReturnCatID=1775

http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/beleza/chocolate/chocolate.asp

http://www.indeca.com.br/choco.htm

6 comentários:

Andreas Ribeiro disse...

Oh lokoooo

chocolate informativo....



pra mim é coisa de mulher mesmo,até curto, como curto outros doces, nada exageradamente... acho que minha serotonina está de boas... hehe

Bem informativo, e engraçado a parte do choro + choco

Beijosss Anninha

Andreas

consecutivo disse...

para mim o melhor chocolate é aquele que vc tem guardado no fundo da gaveta e acaba com aquele almoço meia boca e se dá de cara com uma barrinha, um restinho guardado ali... devora tudo em 10 min! pra mim esse é o melhor chocolate!

Paty disse...

Huuummmm!! Deu até vontade de comer chocolate!
Post bem informativo, e bem gostoso de se ler! E acredita que eu nunca comi chocolate meesmo chorando?! Normalmente tomo sorvete de chocolate. Vou experimentar o companheiro de melancolia na minha próxima crise depressiva.

Rosa Canela disse...

Olá Meninas !!! Incrivel como foram a fundo no Chocolate ...kkk ...bom realmente é tudo o que fois postado, mais juro que quando terminei de ler o post me senti como "Surfista na montanha" por que não gosto de Chocolate, não sinto a menor atração por ele passo ate anos sem lembrar que existe, kkkkk acreditem não surte o menor efeito fascinio comigo =D
Mais aiiiii morro por uma coxinha...kkkkkkkkk (gordinha é um problema mesmo)

Mais ameiii o post ..mesmo não sendo assim fãzoca de Chocolate .

*Obs: Advinhem qual o meu Nick no Orkut?.... Srta. Chocolat kkk só pra ser do contra ...kkkk

Beijos a todas

Rosa

Anna Oh! disse...

Então vou te recomendar um blog: http://www.barrigadecoxinha.blogspot.com/

já ri mto, e ó... tb sou fã de coxinha!

(costumo dizer q minha paixão é por carboidratos, não tem jeito!)

Fenrir disse...

Quem me dera se os meus problemas fossem resolvidos com um chocolate...

Acho q isso d comer pra se sentir bem é uma generalização d varios sentimentos com a comida (no caso o chocolate q é ainda mais forte pois libera substancias a mais).Uma vez q seu cérebro associou diversas sensasões maravilhosas com o chocolate é elas q vc sentira ao come-los.Isso acontece com diversas outras coisas como musicas.(essa parte funciona melhor comigo xD)